Ir para o conteúdo principal

200 alunos da Pampilhosa ouviram mensagem do CERVAS e assistiram à libertação de uma águia

23 abril, 2012

200 alunos da Pampilhosa ouviram mensagem do CERVAS e assistiram à libertação de uma águia
Dois elementos do Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) estiveram, na tarde de sexta-feira, dia 20, no Centro Educativo da Pampilhosa, onde efectuaram uma sessão de informação junto de cerca de duas centenas crianças do 1° Ciclo do Ensino Básico. Uma acção desenvolvida em colaboração com a Câmara Municipal da Mealhada e aquele estabelecimento de ensino e que visou elucidar os mais novos sobre os cuidados a ter quando se encontra uma espécie selvagem em perigo e quais os procedimentos a seguir. Mais esclarecidos, os alunos do 1° ao 4° ano assistiram à devolução à natureza de uma águia-de-asa-redonda na presença do seu “salvador”, curiosamente de nome Messias.

A sala polivalente do Centro Escolar da Pampilhosa lotou, na passada sexta-feira, com centenas de alunos do 1° ao 4° ano de escolaridade, professores e funcionários da escola para ouvir os esclarecimentos do CERVAS. Numa sessão teÓrica, foram apresentados alguns aspectos relacionados com o trabalho daquele Centro e sobre as principais características da águia-de-asa-redonda.

Em seguida, já no terreno, os cerca de 200 participantes conheceram melhor a espécie em questão antes desta ser devolvida à natureza. Uma águia adulta que esteve sensivelmente dois meses em recuperação e que foi libertada num local prÓximo daquele onde foi encontrada ferida, numa área com campos agrícolas e pequenos bosques.

O particular que a encontrou na via pública, de seu nome Messias, esteve presente na acção e foi o prÓprio a soltar a ave rumo à liberdade. A sua conduta, na altura da descoberta, foi a mais correcta. A mesma que o Centro de Recuperação quis passar na mensagem divulgada neste dia junto dos presentes. Primeiramente, foi contactado o Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da Guarda Nacional Republicana (SEPNA-GNR) que recolheu a ave e a entregou à Reserva Natural do Paul da Arzila, que a encaminhou para o CERVAS. Ali o animal foi avaliado pelos veterinários, chegando-se à conclusão que este apresentava uma fractura numa das asas, procedendo-se ao devido tratamento e período de recuperação.

No mesmo dia, outra ave de rapina, uma coruja-das-torres, foi devolvida ao seu habitat, junto à igreja de Vacariça.

O que é o CERVAS?
O CERVAS é uma estrutura do Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE), actualmente sob a gestão da Associação ALDEIA, que tem como objectivos detectar e solucionar diversos problemas associados à conservação e gestão das populações de animais selvagens e dos seus habitats. Uma das suas principais áreas de trabalho é a recuperação de animais selvagens. Este trabalho consiste na recepção e tratamento dos indivíduos recolhidos, com o objectivo de os libertar no local onde foram encontrados.

(2012-04-23) - Press Release






Notícias Relacionadas