Ir para o conteúdo principal

Autarquia subsidia teleassistência a idosos com baixos rendimentos

10 setembro, 2012

Autarquia subsidia teleassistência a idosos com baixos rendimentos

Os dez idosos do concelho que utilizam equipamentos de telegestão domiciliária desde abril vão continuar a usufruir deste serviço até ao final do ano. Terminada a fase experimental do projeto “Teleassistência a idosos”, que possibilitou que os utentes experimentassem o equipamento gratuitamente, o Município da Mealhada decidiu manter este serviço até pelo menos ao final do ano, subsidiando quem não tem possibilidades económicos para o fazer, isto é, sete dos dez utilizadores. A informação foi avançada na última reunião do Executivo camarário, que decorreu quinta-feira.

São dez os idosos em risco que, de abril até à data, usufruíram gratuitamente do serviço de telegestão domiciliária, que permite o contato imediato com uma central de atendimento com operadores em permanência 24 horas por dia. O projeto “Teleassistência a Idosos” encontrava-se, pois, em fase experimental e, portanto, não havia pagamento por parte do utente. Agora, já com carater definitivo até ao final do ano, a situação altera-se: a autarquia suporta os custos de quem não pode pagar, isto é, de sete dos dez idosos em risco que usufruem do serviço.

O município da Mealhada foi um dos dez parceiros do projeto da Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego (CIM-BM), que iniciou a sua fase experimental em abril passado. Os idosos em risco foram sinalizados pelo Setor da Ação Social da Câmara Municipal, em colaboração com as Instituições Particulares de Solidariedade Social concelhias que, de resto, ficaram responsáveis pela supervisão da funcionalidade e operacionalidade do serviço de assistência telefónica permanente.

Os aparelhos possibilitam estabelecer a conversação entre utente e operador de uma forma clara e precisa, sendo ativados através de um botão de controlo remoto que pode ser usado como um relógio de pulso ou colar. Além disso, o sistema emite um identificador único para cada equipamento, capaz de reconhecer o utente mesmo em situações em que este esteja incapacitado de falar. Uma forma de o idoso se sentir mais incluído, confiante e seguro, sendo garantido o seu auxílio em caso de necessidade.

Quem pode beneficiar do serviço? 1) Agregado familiar com pessoas a partir dos 65 anos de idade;

2) Agregado familiar com pessoas dependentes ou em situação de vulnerabilidade social;

3) Pessoas em isolamento social ou com necessidade se segurança;

4) Pessoas com falta de suporte familiar

5) Pessoas que não estão enquadradas em IPSS, relativamente à resposta social de lar

Quem beneficia do regime subsidiado da Câmara Municipal? O regime subsidiado pela Câmara Municipal inclui o aluguer do equipamento e o pagamento de 50% das chamadas efetuadas pelo utente, ficando as restantes 50% das chamadas ao encargo do utilizador. Beneficiam deste apoio camarário os agregados familiares cujo rendimento mensal seja igual ou inferior a metade do valor da pensão social.

Rendimento mensal: (rendimento mensal liquido – despesas mensais fixas) % número de elementos do agregado familiar

Todos os agregados familiares que não se enquadrem neste perfil, poderão beneficiar do serviço de teleassistência, mas serão incluídas no regime não subsidiado e todas as despesas inerentes a este serviço serão da sua responsabilidade.

Quais os documentos obrigatórios para ser efetuado o processo de seleção? Ficha de identificação do utente; bilhete de identidade ou cartão do cidadão; número de identificação fiscal; número de identificação da Segurança Social; cartão de pensionista; declaração de IRS; documentos comprovativos de todos os rendimentos do agregado familiar; documentos comprovativos das despesas mensais fixas; outros documentos que possam vir a ser necessários ao processo de seleção.

Quais são os municípios aderentes? Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Mealhada, Mira, Montemor-o-Velho, Mortágua, Penacova e Soure.

(2012-09-18) - Press Release







Notícias Relacionadas



Idosos vão "Reviver o Entrudo" numa tarde de folia
25 fevereiro, 2019

Idosos vão "Reviver o Entrudo" numa tard

Cerca de 250 idosos vão "Reviver o Entrudo" numa tarde de folia, dia 27 de fevereiro, no Pavilhão Multiusos da Associação Desportiva Cultural ...