Ir para o conteúdo principal

Rede Social analisou respostas concelhias para o Envelhecimento Ativo

27 novembro, 2012

Rede Social analisou respostas concelhias para o Envelhecimento Ativo
O envelhecimento ativo e o apoio das entidades da Rede Social da Mealhada à população sénior do concelho foram, ontem, os temas centrais do Plenário Temático do Conselho Local de Ação Social da Mealhada, que decorreu durante a manhã, no auditÓrio da Biblioteca Municipal da Mealhada. “Já temos uma capacidade de resposta para enfrentar o envelhecimento com um pouco mais de esperança. Obrigada a todos. Vamos continuar a trabalhar em conjunto pelo envelhecimento ativo”, concluiu o vereador da Ação Social da Câmara, Júlio Penetra, no final do encontro.

A iniciativa surgiu no âmbito do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade Entre Gerações (AEEASG) e reuniu as entidades parceiras da Rede Social da Mealhada que, em conjunto, analisaram os projetos e as atividades do programa de ação do AEEASG 2012 que estão em curso no concelho, tendo em conta cinco eixos operativos: “Emprego, Trabalho e Aprendizagem ao Longo da Vida”, “Saúde, Bem-Estar e Condições de Vida”, “Solidariedade e Diálogo Intergeracional”, “Voluntariado e Participação Cívica” e “Conhecimento e Sensibilização Social”.

Cidália Pereira, do Instituto de Emprego e Formação Profissional de Coimbra, foi a primeira a intervir e centrou o seu discurso na realidade do tempo em que vivemos, em que cada vez mais se assiste ao que chamou de “retorno a casa dos filhos”. “Os mais velhos não conseguem sair do mercado de trabalho. São agora os avÓs que dão apoio aos filhos e aos netos”, afirmou. Já Nazaré Moreira, do Centro de Novas Oportunidades da Mealhada, apresentou os cursos disponíveis no concelho e defendeu a importância da formação, justificando que quanto mais elevados forem os níveis de formação da população, mais qualificada será a mão-de-obra. Relativamente à saúde, Maria José Andrade, do Centro de Saúde da Mealhada, apresentou a Unidade de Cuidados da Comunidade e os projetos que estão em curso para o apoio aos idosos, enquanto Sofia Lousado, do Hospital da MisericÓrdia da Mealhada, falou da Unidade de Cuidados Continuados, que conta atualmente com 30 camas que acolhem doentes por um período superior a 30 dias e inferior a 90 dias, e destacou o empenho do grupo de nove voluntários que apoia os doentes desta unidade.

Um grupo que surgiu do Banco de Voluntariado da Mealhada, um serviço municipal que faz a ponte entre os voluntários e as entidades promotoras de voluntariado. Maria Teresa Semedo faz parte desse grupo que presta voluntariado no Hospital da MisericÓrdia e deixou, ontem, um testemunho sentido sobre a sua missão. “Recebi mais do que dei. Aprendi com histÓrias da vida, aprendi a aceitar a dor e o sofrimento, aprendi que para quem está numa cama, um sorriso, um carinho, o estar sem pressa, fazem esquecer a dor e a ausência dos familiares. Tornei-me uma pessoa mais corajosa, mais paciente, uma pessoa melhor”, afirmou. Uma opinião partilhada por Firmino Rodrigues, que há dois anos é voluntário na Loja Social da Mealhada. “Não volto a trabalhar a troco de um vencimento. Agora, sÓ faço voluntariado. é uma vontade antiga”, afirmou.

O plenário terminou com a apresentação de dois projetos recentes de apoio ao envelhecimento ativo: a Universidade Sénior CADES, um projeto que surgiu este ano, que tem uma oferta de 20 disciplinas, lecionadas por 30 formadores e conta já com uma centena de alunos; e a “Clínica da MemÓria”, um projeto da Associação Oportunidades Iguais que pretende dar apoio aos doentes de Alzheimer do concelho da Mealhada e às suas famílias ou aos seus cuidadores. Um projeto que encontrou na Associação Recreativa e Cultural de Antes uma parceira e que começa agora a sua fase de implementação.

“Como pudemos ver, já temos respostas, temos uma retaguarda. Trabalhamos em conjunto para melhorar a qualidade de vida da nossa população sénior e contribuir para o seu envelhecimento ativo. Estas parcerias, este entendimento, é fundamental. Estamos no bom caminho. Já temos uma capacidade de resposta para enfrentarmos o envelhecimento com um pouco mais de esperança. Obrigada a todos”, concluiu o vereador da Ação Social da Câmara Municipal da Mealhada, Júlio Penetra, encerrando assim o plenário.

(2012-11-27) - Press Release






Notícias Relacionadas



Mealhada recebeu Bandeira Verde com Palma
28 novembro, 2019

Mealhada recebeu Bandeira Verde com Palma

O Município da Mealhada recebeu, ontem, a Bandeira Verde com Palma, consagrando-se Amigo das Famílias pelo sétimo ano consecutivo, numa distinção feita ...