Ir para o conteúdo principal

Câmara compra terrenos para a instalação da Plataforma Rodoferroviária da Pampilhosa

27 dezembro, 2012

Câmara compra terrenos para a instalação da Plataforma Rodoferroviária da Pampilhosa

A Câmara Municipal da Mealhada adquiriu hoje uma parte dos terrenos para a instalação da plataforma rodoferroviária da Pampilhosa. Os terrenos, de cerca de três hectares, foram adquiridos ao administrador de insolvência da SOPREM – Sociedade de Preservação de Madeiras SA, por 320 mil euros. “A plataforma rodoferroviária da Pampilhosa é um dos objetivos dos últimos Executivos Municipais. Com a aquisição destes terrenos, dá-se um passo importante para a concretização desse objetivo”, afirmou o presidente da Câmara, Carlos Cabral.

Foi dado mais um importante passo para que a Pampilhosa venha a acolher a plataforma rodoferroviária prevista para o Centro do país. A Câmara Municipal da Mealhada acabou de adquirir à SOPREM – Sociedade de Preservação de Madeiras SA cerca de três hectares de terreno para a sua implementação. “Foi feita agora a escritura, depois de um processo moroso em que intervieram a Autoridade Tributária e a Finangeste, que é credora hipotecária e simultaneamente presidente da Comissão de Credores”, explicou o presidente da Câmara, Carlos Cabral.

“A plataforma rodoferroviária é um dos objetivos dos últimos Executivos Municipais, que tenho liderado. Mas dada a situação de crise profunda que o país tem vindo a atravessar, ainda não pôde ser concretizado. Contudo, com a aquisição destes terrenos damos um passo importante para a implementação desta infraestrutura que em muito valorizará o município e toda a região, ligando a Linha da Beira Alta, a Linha do Norte e os portos de Aveiro e da Figueira da Foz”, avançou Carlos Cabral.

Com a aquisição destes terrenos localizados a sul do viaduto da Pampilhosa, a implementação da plataforma rodoferroviária passa a ser cada vez mais um objetivo concretizável, que em muito valorizará toda a região Centro. Um equipamento fundamental para o desenvolvimento económico concelhio, regional e nacional, que permitirá a implementação de uma estratégia logística concertada e uma nova metodologia de fornecimento do produto e expedição da produção, que reduza tempo e custos, devido à sua proximidade com a A1 e a IP3 e ao facto de fazer a interligação entre a linha da Beira Alta e a linha do Norte. A plataforma irá ainda ter uma importância decisiva na ligação de outros países europeus aos portos de Aveiro e da Figueira da Foz, funcionando como uma plataforma giratória para as mercadorias escoarem para outras zonas do Mundo por via marítima e vice-versa.

Há já mais de oito anos que a Câmara Municipal da Mealhada se tem empenhado neste processo, tendo criado todas as condições para que o interface rodoferroviário ficasse instalado na Pampilhosa. Acautelou a instalação do equipamento no Plano Diretor Municipal como zona industrial, aprovou em reunião de câmara um projeto base para o interface rodoferroviário elaborado por uma empresa especializada e reservou os terrenos da antiga SOPREM, que agora foram finalmente adquiridos.

(2012-12-27) - Press Release







Notícias Relacionadas



Executivo visita obras em fase de acabamento
07 março, 2019

Executivo visita obras em fase de acabamento

O Executivo Municipal visitou, no âmbito da reunião de Câmara, algumas das 12 empreitadas que estão em curso no município, um conjunto de obras que ...