Ir para o conteúdo principal

Fundação Mata do Buçaco apresenta novo programa de atividades para as escolas

29 outubro, 2014

Fundação Mata do Buçaco apresenta novo programa de atividades para as escolas
A Fundação Mata do Buçaco, F. P (FMB) tem um novo programa de atividades para as escolas, para o ano escolar 2014/2015. Há atividades para todos os gostos e todas elas são realizadas no espaço da Mata Nacional do Buçaco. O objetivo é mesmo esse: levar as crianças e os jovens a contactarem diretamente com a Natureza e a conhecerem a Mata Nacional do Buçaco. “Duendes na Mata”, “A floresta revis(i)tada” e “No rasto dos mamíferos” são alguns exemplos de sucesso que se mantém na oferta deste ano letivo, mas o Setor Educativo da FMB preparou outras oficinas no âmbito das Artes, da HistÓria, da Biologia e da Geologia. As oficinas carecem de marcação prévia (para o e-mail: setoreducativo@fmb.pt) e apresentam um preço único de 3€ por aluno. Mas há descontos para grupos.

O contacto direto com a Natureza e a deslumbrante biodiversidade da Mata Nacional do Buçaco possibilitam uma oportunidade única para cativar as crianças e os jovens, promovendo a sua apetência pelo conhecimento e veiculando a educação num contexto excecional. E é precisamente essa a máxima deste programa educativo da FMB: levar os alunos de diferentes faixas etárias e diferentes anos escolares à Mata Nacional do Buçaco, para que conheçam todos os seus cantos e recantos, o seu patrimÓnio, as suas histÓrias, os seus habitantes, para que contactem diretamente com a Natureza e aprendam com estas experiências únicas.

A novidade é que, este ano letivo, a FMB quis variar e a oferta é maior e diversificada, abrangendo várias áreas de aprendizagem. O Setor Educativo da FMB preparou, assim, uma série de oficinas pedagÓgicas que exploram áreas como a HistÓria, a Cultura, as Artes, as Ciências da Natureza, a Biologia, a Físico-química, a Geologia, a Matemática e também o Português, sendo que parte das atividades contaram também com a coordenação científica do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro. A linguagem e as tarefas das atividades são adaptadas à faixa etária dos participantes. Estas estão programadas para ocupar aproximadamente duas horas, mas caso a escola tenha interesse em ocupar um dia inteiro, poder-se-á fazer uma programação diferenciada de atividades ou completar uma atividade com mais tarefas para aumentar a sua duração.

Apresentação das Oficinas:



A coruja e o ratinho
2° e 3° ciclos e Secundário
Disciplinas: Ciências da Natureza, ciências Naturais, Biologia, Biologia e Geologia
As aves de rapina são predadores de topo, muito importantes para o equilíbrio das cadeias trÓficas e regulação de eventuais pragas. As corujas são aves de rapina noturnas que se alimentam preferencialmente de pequenos mamíferos, como ratinhos. Ingerem-nos inteiros e as partes não digeríveis, como os ossos e o pelo, são posteriormente regurgitados. A análise destas regurgitações pode fornecer informação muito importante sobre a ecologia e a dieta destas aves, através da identificação das presas ingeridas. A linguagem e os procedimentos da atividade serão adaptados à faixa etária dos participantes, mas permitirá o ensino de processos ecolÓgicos pouco conhecidos e a sensibilização para a proteção da natureza e biodiversidade.

Aves pelos ares
Todos os ciclos
Disciplinas: Estudo do Meio, Educação para a Cidadania, Ciências da Natureza, Ciências Naturais, Biologia, Biologia e Geologia
Nota:preferencialmente de manhã
As aves são animais fascinantes, que sempre despertaram a atenção e a curiosidade do Homem. São importantes indicadores de qualidade ambiental e numa época de crescimento populacional, industrialização, urbanização e consequentes alterações profundas da paisagem, as aves desempenham o importante papel de elos de ligação à Natureza, cultivando o respeito pela mesma. Esta atividade pretende dar a conhecer algumas aves, os seus cantos, metodologias de identificação e curiosidades, fomentando o respeito pela biodiversidade. Será adaptada à faixa etária dos alunos, variando entre jogos didáticos e uma explicação mais técnica sobre metodologias de deteção e identificação.

Maravilhosos morcegos
Pré-escolar, 1°, 2° e 3° ciclos
Disciplinas: Estudo do Meio, Educação para a Cidadania, Ciências da Natureza, Ciências Naturais
Saem ao crepúsculo estes fascinantes animais e noites dentro são presença constante nas cidades, nas aldeias, nas florestas… Mas afinal, quem são estes bichos? Esta atividade pretende dar a conhecer os morcegos e explicar a sua ecologia, hábitos e a sua importância para os ecossistemas e para o homem. A atividade será adaptada à faixa etária dos alunos, variando entre jogos didáticos e uma explicação mais técnica sobre metodologias de deteção e identificação de morcegos.

No rasto dos mamíferos
Pré-escolar, 1°ciclo, 2° ciclo e 3° ciclo
Disciplinas: Estudo do Meio, Ciências da Natureza, Ciências Naturais, Expressão Plástica, Educação Visual, Artística e TecnolÓgica
Os mamíferos constituem uma classe de Vertebrados com uma enorme diversidade de morfologias e histÓrias naturais, muitas vezes com hábitos discretos e/ou noturnos, que despertam a curiosidade e o desafio de os conhecer melhor. A maioria dos mamíferos selvagens é muito difícil de observar diretamente… Então, como se procede para se detetar e identificar estes animais? Nesta atividade serão demonstradas e explicadas técnicas de análise de indícios de presença, como excrementos e pegadas, regurgitações de aves de rapina, entre outras. No final, serão construídos moldes de pegadas em gesso, que os alunos poderão levar para a escola ou para casa.

Sapos, rãs e salamandras
Pré-escolar, 1°, 2° e 3° ciclos
Disciplinas: Estudo do Meio, Educação para a Cidadania, Ciências da Natureza, Ciências Naturais, Biologia, Biologia e Geologia
O termo “anfíbio” tem origem no latim anfi (= dupla) e bios (= vida), fazendo referência ao facto destes animais alternarem fases aquáticas e terrestres ao longo dos seus ciclos de vida. Os anfíbios foram os primeiros organismos a conquistar o meio terrestre e são muito importantes no equilíbrio dos ecossistemas, no entanto, poucos são conhecidos. Existem muitos receios infundados em torno destes simpáticos animais. Esta atividade pretende dar a conhecer melhor os anfíbios, explicar os seus ciclos de vida, hábitos e importância e sensibilizar para a sua proteção. Será adaptada à faixa etária dos alunos, variando entre jogos didáticos e uma explicação mais técnica sobre metodologias de deteção e identificação.

Um ninho para um passarinho
2° e 3° ciclos e Secundário
Disciplinas: Ciências da Natureza, Ciências Naturais, Biologia, Biologia e Geologia, Expressão Plástica, Educação Visual, Artística e TecnolÓgica
Nota:é disponibilizado uma caixa ninho para cada 5 participantes
As aves têm vindo a sofrer uma grande pressão devido ao desenvolvimento e expansão das atividades humanas, que muitas vezes levam à degradação dos habitats e consequente diminuição da disponibilidade de locais de nidificação e alimentação. Este fator tem sido uma das principais causas de ameaça para algumas espécies de aves. Nesta atividade pretende-se sensibilizar os participantes para a proteção da biodiversidade, enquanto são construídas caixas-ninho para pequenas aves. Os participantes poderão levar consigo as caixas-ninho construídas, para serem aplicadas em locais apropriados, à sua escolha.

A floresta revis(i)tada
Todos os ciclos
Disciplinas: Estudo do Meio, Ciências da Natureza, Ciências Naturais, Biologia, Biologia e Geologia
As florestas são muito importantes para a melhoria da qualidade do ar, da água, do solo e constituem habitats para uma grande variedade de seres vivos. Mas que seres vivos são esses? Qual a biodiversidade que se pode encontrar numa floresta? Que animais e plantas ocorrem nas nossas florestas? Esta atividade consistirá num passeio pela Mata do Buçaco, onde será demonstrado o conceito de biodiversidade: serão identificadas várias espécies de plantas e procurar-se-ão animais ou indícios de presença dos mesmos, num olhar mais atento à vida na floresta. Um verdadeiro CSI natureza!
A linguagem e as tarefas serão adaptadas à faixa etária dos participantes.

à Noite na Mata
2° e 3° ciclos e Secundário
Disciplinas: Ciências da Natureza, Ciências Naturais, Biologia e Geologia
Nota:a atividade é realizada exclusivamente de noite; consoante a idade dos participantes poderão ser necessários mais educadores/professores/auxiliares a acompanhar a visita.
Com o cair da noite as florestas ganham outra magia e mistério e a biodiversidade diurna dá lugar a outros seres que preferem a noite. Que seres são estes? Como os podemos observar? Com esta atividade todos os sentidos serão despertados, numa redescoberta da floresta e biodiversidade nela presente, serão abordados diferentes grupos de plantas e animais, a sua ecologia, seus hábitos e importância para os ecossistemas e para o homem. A atividade será adaptada à faixa etária dos participantes

Seres vivos e ambiente - uma interação única
3° ciclo e Secundário
Disciplinas: Ciências Naturais, Biologia e Geologia
Naturalmente é impossível dissociar os fenÓmenos ecolÓgicos florísticos dos processos decorrentes da presença de fauna. Cada elemento do Reino Animal contribui de algum modo para a sucessão ecolÓgica e para os processos vitais do ecossistema a que pertence. Através de um passeio pela Mata vem descobrir o alto valor conservacionista da Mata e a sua elevada importância para a fauna, bem como a sua complexidade estrutural, quer a nível horizontal, quer vertical.

Adaptações reprodutivas das plantas
Secundário
Disciplinas: Biologia e Geologia
Ao longo de milhões de anos as plantas conquistaram o meio terrestre e adquiriram diversas adaptações que lhes conferiram vantagens evolutivas. Hoje em dia, observando as plantas desde as mais simples às mais complexas, podemos encontrar diferentes estratégias reprodutivas. Será que todas as plantas têm sementes? Para que servem os frutos? O que são seres haplontes e diplontes? Num passeio pela Mata Nacional do Buçaco, os participantes poderão observar e discutir alguns exemplos de adaptações reprodutivas das plantas.

A evolução do transporte nas plantas
Secundário
Disciplinas: Biologia e Geologia
As plantas conquistaram o meio terrestre há cerca de 475 milhões de anos e desde aí não pararam de evoluir adquirindo novas adaptações que lhes permitiram viver cada vez mais independentes da água. Examinando diferentes tipos de plantas descobrimos características do passado que lhes permitiram o enorme sucesso em meio terrestre. Porquê que há plantas muito altas e outras tão pequenas? Porquê que as plantas precisam de luz? Como é que as raízes se alimentam? A Mata Nacional do Buçaco tem uma grande diversidade de plantas de várias regiões do Mundo que mantém o ar livre de poluição e que permitirá aos visitantes observar os diferentes tipos de adaptação do transporte de seiva.

Construindo um herbário...
Todos os ciclos
Disciplinas: Estudo do Meio, Ciências da Natureza, Ciências Naturais, Biologia, Biologia e Geologia, Expressão Plástica, Educação Visual, Artística e TecnolÓgica
Nota:é disponibilizado um herbário para cada 6 participantes
Construir um herbário é uma forma de conhecer melhor as plantas, o seu ciclo de vida e também de tomar consciência da diversidade de plantas encontradas na Natureza. Os alunos farão um passeio na Mata para recolha do material vegetal a herborizar. Posteriormente, nos viveiros, aprenderão a organizar e construir um herbário, para conservação das plantas recolhidas.
Para os mais pequenos, as plantas secas permitem não sÓ aprender, mas também brincar!

Quantas cores tem o verde?
Pré-escolar e 1° ciclo
Disciplinas: Estudo do Meio, Português, Educação para a Cidadania, Expressão e Educação: Físico-Motora, Musical, Dramática e Plástica
As florestas são muito importantes, pois são um dos pulmões do mundo (o outro são as algas); fornecem habitats para milhares de espécies e muita matéria-prima essencial para o Homem. A proteção das nossas florestas é fundamental para manter a biodiversidade e a prÓpria vida!
No entanto, para proteger, é necessário conhecer! Através de pequenos jogos e atividades didáticas, os alunos tomarão consciência do termo biodiversidade, serão ensinados a distinguir algumas espécies de árvores, conhecer a sua importância e serão sensibilizados para a temática da proteção das florestas.

Sementes com vida!
Todos os ciclos
Disciplinas: Estudo do Meio, Educação para a Cidadania, Ciências da Natureza, Ciências Naturais, Biologia, Biologia e Geologia
As sementes detêm uma enorme importância para a preservação e propagação de espécies vegetais. Nesta atividade, os participantes irão recolher sementes ao longo de um passeio pela Mata e serão ensinados a processá-las, consoante as espécies, para plantação nos viveiros. Os participantes identificarão diferentes espécies de árvores e arbustos e serão sensibilizados para a proteção da natureza e biodiversidade. A linguagem e informação transmitida serão adaptadas à faixa etária dos participantes.

As águas da Mata do Buçaco
3° ciclo e Secundário
Disciplinas: Ciências Naturais, Biologia e Geologia
Nota:brevemente disponível
Inserida num contexto litolÓgico favorável, a Mata Nacional do Buçaco possui abundantemente água, subterrânea e superficial, o que propicia o desenvolvimento de uma vegetação vasta. Vem descobrir através de uma caminhada pela Mata, os reservatÓrios de água nela contida (aquíferos), os vários pontos de água e linhas de água que percorrem a Mata até ao Luso. Vem perceber o quanto é importante e necessário, preservar a Mata Nacional do Buçaco para a sustentabilidade das suas águas.

Geologia de campo na Mata do Buçaco
3° ciclo e Secundário
Disciplinas: Ciências Naturais, Biologia e Geologia, Geologia
Nota:brevemente disponível
Há vários séculos que a geomorfologia da serra do Buçaco tem vindo a fascinar os geÓlogos. Numa viagem desde a Cruz Alta até as profundezas da Mata do Buçaco, vem descobrir entre estratos e sedimentos o que diferencia as rochas sedimentares, das rochas graníticas, bem como das rochas metamÓrficas, a sua constante reciclagem ao longo dos séculos e suas possíveis deformações.

à descoberta do patrimÓnio cultural do Buçaco
3° ciclo e Secundário
Disciplinas: HistÓria, HistÓria da Cultura e das Artes
O legado patrimonial dos Carmelitas no Buçaco é vasto e rico em diversidade. Por toda a Mata, em todos os cantos podemos observar a marca deixada pelos Carmelitas e a construção do carácter deste lugar doado por estes religiosos de outros tempos. Desde o núcleo central do Convento deambulamos por capelas de devoção, ermidas de habitação, fontes, a Via-Sacra, as Portas, grutas e cruzeiros. Venha viajar pelas histÓrias do Buçaco, da Arte, da Arquitetura, pela diversidade do PatrimÓnio Cultural que nos foi legado e transformado, de um Buçaco religioso a um Buçaco romântico…

Animais de Outro Mundo
1°, 2° e 3° ciclos e Secundário
Disciplinas: Expressão Plástica, Educação Visual, Artística e TecnolÓgica, Português, HistÓria e HistÓria das Artes, Ciências da Natureza, Ciências Naturais
No mundo maravilhoso dos azulejos do Convento de Santa Cruz do Buçaco, habitam animais fantásticos e exÓticos, oriundos de um Mundo Novo. Conhecidos no velho mundo somente apÓs as aventuras da expansão marítima, são introduzidos nas artes por diversos motivos e acolhendo diversos significados, acompanhando um progressivo desenvolvimento da curiosidade do Homem face à natureza. Em simultâneo, produz-se o encontro com outros povos, comunidades humanas até então desconhecidas. é do registo destes encontros, e do imaginário construído a partir deles, que iremos redescobrir aquelas aventuras e seus significados.

Das simbologias à materialização e conservação do Deserto do Buçaco
Secundário
Disciplinas: HistÓria, HistÓria da Cultura e das Artes
A ordem dos Carmelitas Descalços tem origem numa reforma da ordem do Carmo, na segunda metade do século XVI. As origens desta ordem primordial foram muito debatidas na época moderna, imbuída de intricada carga simbÓlica. é este contexto que explica a sua construção e a materialização singular do único Deserto Carmelita em Portugal e um dos mais notáveis. Venha conhecer a diversidade do PatrimÓnio Cultural e os materiais e técnicas usadas, que nos foi legado e as estratégias da sua gestão no nosso século ao nível do restauro, conservação, manutenção e salvaguarda.

Os eremitas do Deserto Carmelita do Buçaco
3° ciclo e Secundário
Disciplinas: HistÓria, HistÓria da Cultura e das Artes
O Deserto do Buçaco é uma criação dos frades Carmelitas Descalços. Estes durante a sua vida religiosa viviam segundo duas valências: a vida em comunidade, cujo núcleo era o convento e a vida eremítica, cujos espaços de vivência eram as ermidas. Esta tipologia arquitetÓnica é muito característica de entre dezenas de outros elementos arquitetÓnicos do Buçaco. Venha descobrir como viviam os frades Carmelitas Descalços e da riqueza do seu legado arquitetÓnico, que tal como a mata que aqui plantaram é pleno de diversidade. Uma viagem na histÓria até ao século XVII e XVIII.

As árvores e a matemática
1°, 2° e 3° ciclos
Disciplinas: Matemática, Estudo do Meio
O ensino da matemática pode muitas vezes ser problemático. Esta atividade mostra a matemática e a geometria de uma forma convidativa e divertida, demonstrando a ferramenta que pode constituir no dia-a-dia, ao aplicá-la a diversas operações com árvores. Simultaneamente, será abordado o conceito de biodiversidade e a importância da sua proteção, ao identificarem-se, medirem-se e observarem-se diferentes espécies de árvores e arbustos.

A Química da Floresta
3° ciclo
Disciplinas: Ciências Físico-Químicas
Para estudar e compreender a química, será necessário um laboratÓrio sofisticado? Dos átomos às moléculas, atividades simples revelam alguns dos mistérios da química do quotidiano, presente nas substâncias que nos rodeiam. Como poderemos relacionar a química à floresta num cenário tão idílico e natural como a Mata do Buçaco?

Introdução à Ilustração Científica
3° ciclo e Secundário
Disciplinas: Ciências Naturais, Biologia, Biologia e Geologia, Artes
A ilustração científica é uma vertente da comunicação científica baseada na riqueza e precisão da informação visual que um desenho rigoroso focaliza e codifica em si. Inclui variados domínios, como seja o desenho médico, ou o biolÓgico e ainda vários subdomínios (por exemplo a representação de insetos é a ilustração entomolÓgica). O seu propÓsito maior é tornar o invisível, visível, ou o complexo, simples - isto é, procura tornar a Ciência visual e, por conseguinte, mais facilmente entendível. Observar é analisar e analisar é interpretar. Esta atividade será coordenada por ilustradores que apresentarão os conceitos básicos da ilustração científica, os seus métodos e técnicas. Os alunos terão ainda oportunidade de fazer a sua primeira ilustração científica com base no modelo que mais os cativarem.

Vamos à horta!
Todos os ciclos
Disciplinas: Estudo do Meio, Educação para a Cidadania, Ciências da Natureza, Ciências Naturais, Biologia, Biologia e Geologia
Numa época de expansão urbana e constante avanço tecnolÓgico, muitas crianças e jovens não têm acesso às tradições agrícolas do país nem ao conhecimento rural de produção de alimentos. Esta atividade pretende ensinar às crianças como são semeados e plantados alguns legumes e hortaliças, através da preparação de uma pequena horta nos viveiros e estufas da Mata do Buçaco. Os professores poderão repetir a atividade nas instalações da escola.

Duendes na Mata
Pré-escolar e 1° ciclo
Disciplinas: Estudo do Meio, Português, Educação para a Cidadania, HistÓria, Expressão e Educação: Físico-Motora, Musical, Dramática e Plástica
Duendes, floresta, animais, monumentos…os ingredientes apropriados para suscitar o sonho e a aventura das crianças ao embrenharem-se num espaço único e mágico como é a Mata Nacional do Buçaco. Este majestoso arboreto, com um rico e impressionante patrimÓnio natural, construído, histÓrico, religioso e cultural, é o cenário ideal para a interpretação ambiental e a sensibilização para a conservação de muitas relíquias naturais que aqui existem.
Por trilhos místicos, entre árvores centenárias, grutas, escadarias imponentes e lagos românticos, a descoberta da Natureza e a sua salvaguarda será um desafio constante…

Ser-se mimético!
Pré-escolar, 1° e 2° ciclos
Disciplinas: Estudo do Meio, Ciências da Natureza, Expressão Plástica, Educação Visual, Artística e TecnolÓgica
No ambiente natural, os animais estão sempre sujeitos à predação e outras ameaças, pelo que adotaram técnicas de disfarce genericamente designadas de mimetismo. Nesta atividade, as crianças poderão familiarizar-se com este conceito de uma forma muito divertida, ao camuflarem-se para passar despercebidas e indistintas na floresta, e desenvolvendo a sua criatividade. As práticas de camuflagem dos insetos, anfíbios, répteis, aves e mamíferos para se confundirem com o meio que os rodeia serão abordadas através de atividades pedagÓgicas que incluem a construção de máscaras com materiais naturais disponíveis na Mata (ramos, casca de árvores, líquenes, musgos, etc.).

Oficina por Encomenda
Todos os ciclos
Disciplinas: Ciências exatas e naturais, Ciências sociais e humanas, Artes e letras.
Enquanto professor ou educador, gostaria de ver determinada matéria abordada de forma original e criativa? Tem alguma ideia para execução de uma oficina, mas não dispõe dos recursos ou espaço necessário? Gostaria de estabelecer um desafio científico dentro ou fora da sua escola?
Este serviço serve todos esses objetivos, e muitos mais!

Preços e condições
Toda e qualquer atividade ou oficina carece de marcação prévia com pagamento de pelo menos 50%, até 72h antes da oficina (não reembolsáveis). As inscrições deverão ser feitas por e-mail para: setoreducativo@fmb.pt. As oficinas que decorrem ao ar livre estão condicionadas à existência de condições meteorolÓgicas favoráveis.
O preço das oficinas é de 3€ por aluno, sendo que:
- para cada 18 participantes até aos 10 anos de idade, 2 educadores/professores/auxiliares não pagam;
- para cada 25 participantes dos 10 aos 18 anos de idade, 2 educadores/professores/auxiliares não pagam.


Documentos relacionados
Oferta Educativa - Ebook (2,36MB)


(2014-10-29) - Press Release






Notícias Relacionadas