Ir para o conteúdo principal

Jovens dirigentes do distrito de Aveiro reunidos em encontro na Mealhada

04 dezembro, 2014

Jovens dirigentes do distrito de Aveiro reunidos em encontro na Mealhada

Realizou-se no passado fim de semana, 29 e 30 de Novembro 2014 o 13º EAJDA - Encontro das Associações Juvenis do Distrito de Aveiro, numa unidade hoteleira da Mealhada e que juntou cerca de 150 jovens dirigentes de associações Juvenis de todo o Distrito para uma séria reflexão e debate sobre as questões relacionadas com os jovens e o movimento associativo no Distrito.

Neste Encontro participaram ainda delegações de outras federações do país, nomeadamente de Braga, Porto, Coimbra e Viseu bem como a FNAJ - Federação Nacional, tendo o Presidente da FAJDA - José Carlos Coelho, anunciado no seu discurso de Abertura que está em preparação um Encontro Regional em 2015 que possa abranger todas as associações juvenis da Região Centro, região essa que tem em todos os Distritos uma Federação Distrital.

Presidiu à Sessão de Abertura, Ricardo Araújo da Administração do IPDJ que teceu elogios à FAJDA e aos seus dirigentes pela organização do Encontro e realçou as principais medidas lançadas para os jovens e para as associações com destaque para o facto de, para além de não existirem cortes nesta área, haver até um pequeno reforço do PAJ para 2015, o principal programa de apoio às associações Juvenis, bem como haverá também reforço nos programas do próprio IPDJ, demonstrando assim e bem, a importância que a tutela atribui a todo este movimento associativo Juvenil. Ricardo Araújo que se dirigia aos jovens pela última vez nas funções de administrador do IPDJ, agradeceu todo o apoio recebido durante o tempo em que esteve no IPDJ salientando o facto de que pretende continuar a trabalhar com os jovens e as Associações agora na Movijovem onde já assumiu há tempos a respetiva presidência. Nos painéis que se seguiram à sessão de abertura 3 destaques que a direção da FAJDA pretende valorizar:

O Orçamento Participativo é um processo de democracia participativa, que se pretende, produza mudanças transformadoras na sociedade, visando o empoderamento das comunidades e a prosperidade individual e coletiva.
A intervenção prevista no OP, está orientada para reforçar as competências da sociedade civil e dos atores públicos na co-construção de processos de conceção, implementação, monitorização e avaliação de políticas públicas.
O Vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Guilherme Duarte ao apresentar o projeto levado a efeito na Mealhada e que teve um valor total de meio milhão de euros, elencou as diversas virtudes da ação tais como: Dar visibilidade e aprofundar mecanismos de transparência, de prestação de contas e de processos de decisão coletiva; Fortalecer a sociedade civil, para ampliar o seu poder de interlocução nos processos de tomada de decisão sobre políticas e recursos públicos e aprofundar os espaços de participação cidadã existentes.

Já quanto à importância dos Conselhos Municipais de Juventude, a Vereadora da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Cristina Tenreiro, apesar de admitir que será necessário promover algumas alterações à legislação vigente, nomeadamente no que toca à sua constituição e funcionamento, de forma a tornar os CMJ, mais ágeis e com mais importância na sua implementação, considerou muito importante os objetivos subjacentes à respetiva criação dizendo que os jovens são considerados como um dos pilares fundamentais para o desenvolvimento de uma política de juventude devidamente estruturada, onde o diálogo com a sociedade civil surge como preocupação central. O Concelho Consultivo da Juventude (CCJ) criado sob a forma de um órgão de consulta do Presidente da Câmara, deverá ter como finalidade proporcionar a participação efetiva dos jovens em questões que lhes dizem respeito, dando-lhes como missão emitir pareceres sobre assuntos diversificados, nomeadamente sobre o bem-estar e melhoria da qualidade de vida da juventude de cada Concelho.

O 13º Encontro das Associações Juvenis do Distrito de Aveiro teve ainda um importante espaço destinado ao Programa Erasmus+ Juventude em Ação e que contou com a participação do Diretor da Agência Portuguesa, Pedro Soares que apresentou o novo programa e desafiou as Associações a apresentar projetos a todas as ações referindo que Aveiro é um Distrito com poucos projetos apresentados e aprovados.
Para ajudar as associações na boa perceção e entendimento da elaboração de candidaturas, Carlos Santos, formador, fez uma extensa explanação dos principais conceitos a ter em conta para a elaboração de uma boa candidatura exemplificando com as técnicas de educação não formal como sendo as mais importantes para este programa.

José Carlos Coelho, presidente da FAJDA, concluíu, no final de dois dias de trabalho que valeu a pena o fim de semana passado na Mealhada onde a discussão dos temais mais importantes e atuais do movimento associativo e a troca de experiencias entre a centena e meia de participantes dirigentes associativos foram uma mais valia para o Distrito de Aveiro e para a continuidade do importante papel das associações juvenis nas comunidades locais.







Notícias Relacionadas



Autarquia da Mealhada apoia associações desportivas
04 dezembro, 2019

Autarquia da Mealhada apoia associações ...

A Câmara da Mealhada aprovou, em reunião de Executivo Municipal, a atribuição de 115 mil euros às associações desportivas do concelho, no âmbito do ...