Ir para o conteúdo principal

Cineteatro Messias esgotado para ver 600 crianças a representar

30 novembro, 2015

Cineteatro Messias esgotado para ver 600 crianças a representar

"Uma excelente iniciativa provinda da sociedade civil, com colaboração muito interessada do mundo escolar e do município". Foi assim que o presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Rui Marqueiro, resumiu a 2ª edição das Escolíadas Júnior, um espetáculo de teatro musical inédito que juntou, durante o sábado e o domingo, dias 28 e 29 de novembro, no Cineteatro Municipal Messias, cerca de 600 alunos de seis escolas do 1º ciclo do ensino básico e envolveu uma produção com cerca de uma centena de professores e técnicos.

Na opinião de Paulo Lindo, vice-coordenador do Agrupamento de Escolas da Mealhada, "o projeto Escolíadas Júnior representou a oportunidade única dos alunos do 1º ciclo contactarem com as expressões artísticas, habitualmente inacessíveis nos estabelecimentos escolares públicos, a um nível de produção muito profissional". O docente enalteceu ainda, como aspeto importante do evento, o facto de ser dada oportunidade à comunidade em geral de assistir aos espetáculos cujos protagonistas são as crianças e os seus professores.

Designado de "Escolíadas Júnior", o projeto, que envolveu alunos (5 aos 11 anos) das escolas de Antes, Barcouço, Casal Comba, Luso, Pampilhosa e Mealhada, começou em setembro, com a escolha do tema que serviu de base à encenação teatral apresentada no Cine Teatro Messias, em seis sessões (três ontem e as restantes no dia de hoje). "Seis contos tradicionais com pontos a mais" (cinco contos do Lobo Mau e um da Cabra Cabrês) foram o tema nuclear do espetáculo cuja construção foi da responsabilidade dos professores e alunos dos referidos estabelecimentos de ensino.

Os adereços do teatro musical, sublinhe-se, foram também uma tarefa das crianças que participam no evento, mas também daquelas que, mesmo não pretendendo ser atores, fizeram questão de colaborar na construção da indumentária dos colegas.

Já os fatos dos professores que interpretaram o papel de Lobo Mau nas peças de teatro foram feitos por idosos do concelho da Mealhada. Para o efeito, a Associação Escolíadas promoveu um concurso, a que aderiram os centros de dia de Antes, Barcouço, Casal Comba, Luso e Ventosa do Bairro, sendo que a instituição que apresentou o melhor fato de Lobo Mau - o vencedor ainda não foi divulgado -, para além de ter o prazer de ver esse seu traje, em palco, vestido pelos atores, terá ainda direito a beneficiar de um curso de escrita criativa e yoga do riso.

Cláudio Pires, presidente da Associação Escolíadas, que organiza o certame em parceria com o Agrupamento de Escolas e a Câmara Municipal da Mealhada, considera que "a edição deste ano foi francamente superior, a todos os níveis, à do ano passado" e salienta a importância das Escolíadas Júnior pelo facto de se tratar de "um evento, pelas suas características peculiares, absolutamente único/inovador a nível nacional".

(2015-11-30) - Press Release







Notícias Relacionadas



Quinze Dj's em dez noites da FESTAME 2019
14 maio, 2019

Quinze Dj's em dez noites da FESTAME 2019

A edição de 2019 da FESTAME - Feira do Município da Mealhada vai contar com a presença de 15 disc jockey (dj) nos dez dias do certame (7 a 16 de ...

Desfile solidário "Social Moda" une solidariedade e comércio local
13 maio, 2019

Desfile solidário "Social Moda" une soli

O Social Moda volta a encher o Cineteatro Messias, na Mealhada, dia 24 de maio, pelas 21h, com manequins tão inesperados quanto inspiradores: utentes ...