Mealhada, Mortágua e Penacova celebram 207 anos da Batalha do Bussaco

13 setembro, 2017

As comemorações dos 207 anos da Batalha do Bussaco incluem exposições, passeios e visitas guiadas ao campo de batalha, teatro e música, num programa que une os três municípios da Serra do Bussaco – Mealhada, Mortágua e Penacova – e o Exército Português, a quem cabe as cerimónias militares e protocolares, dia 27 de setembro.

O passeio encenando noturno será um dos pontos altos das comemorações dos 207 anos da Batalha do Bussaco. Na noite de 23 de setembro, as encostas da serra voltam a transformar-se num campo de batalha, que opõe os exércitos luso-inglês e francês. Os participantes neste passeio encenado noturno serão levados a recuar até 1810, através de pequenas encenações e efeitos de luz e som, numa recriação que tem a colaboração do Grupo de Reconstituição História do Município de Almeida (GRHMA). Além do passeio, cada um dos municípios apresenta propostas diferentes que se complementam. Se a Mealhada, este ano, centra atenções nas crianças, com uma peça de teatro para alunos das escolas e uma exposição interativa, Mortágua aposta na abertura de um Centro Interpretativo e Penacova recria as travessias do Mondego.  (Ver programa)

É no concelho da Mealhada que se centram as comemorações, por força do local onde se deu a Batalha e pelas cerimónias protocolares junto ao monumento que a relembra, o Obelisco, de 1873, mas Mortágua e Penacova, desde há quatro anos que se associam na tentativa de criar um produto interessante em torno do Bussaco e de todas as suas potencialidades: turismo histórico, militar, natural e até gastronómico. Exemplo desta intermunicipalidade são os projetos comuns que estão a ser desenvolvidos, como a Grande Rota do Bussaco ou os projetos de melhoria florestal da Serra do Buçaco, seja na Mata, seja no perímetro da mesma, como sublinharam os três autarcas, Rui Marqueiro, José Júlio Norte e Humberto Oliveira, na conferência de imprensa de apresentação do programa comemorativo dos 207 anos.

Pedro Casimiro, do GRHMA, referiu uma nova tendência de turismo histórico-militar em todo o mundo, considerando que o Bussaco tem potencialidade para conjugar todos os seus recursos.

Também Luís Albuquerque, representante do Chefe dos Estado-Maior do Exército e diretor do Museu Militar do Bussaco, onde decorreu a apresentação do programa comemorativo, explicou que a Batalha do Bussaco “tem um significado muito especial para o Exército, já que foi nesta que participou maior número de portugueses e aquela que marcou o renascimento do exército português.

As comemorações já começaram e prolongam-se até dia 28 de setembro,  com destaque para as cerimónias militares e protocolares do Exército, no dia 27 de setembro, junto ao Obelisco, na Porta de Sula.

 

Programa conjunto

 

8 a 30 de setembro l Sala de Exposições do Cineteatro Messias – Mealhada
Exposição
Recriação de acampamento militar à época das invasões francesas

10 de setembro l Sazes do Lorvão
Visita guiada ao campo de batalha do Bussaco: do posto de comando de Wellington à aldeia dos Palheiros

16 de setembro l Penacova
Passeio épico noturno: “A travessia do Mondego. Concerto e ceia oitocentista”

22 de setembro l 22h l Alameda do Casino l Vila do Luso
Concerto pela Orquestra Ligeira do Exército

23 de setembro l 21h
Passeio encenado noturno
Percurso inclui passagem pelo posto de comando, Obelisco, Sula e Moura.
Passeio terá uma distância de 8 quilómetros, num trajeto descendente  e sem dificuldades de maior, apenas se aconselhando uma roupa leve e prática aos participantes, tal como uma pequena lanterna.
A inscrição terá um custo de 7,5 euros por pessoa. Deverá ser efetuada nos postos de turismo de cada município.

24 de setembro l Mortágua
Arruada com gaiteiros
Concerto do Grupo de Música de Câmara da Banda do Exército do Porto
Recriação histórica nos Paços do Concelho
Abertura do Centro Interpretativo “Mortágua na Batalha do Bussaco”

25 de setembro a 14 de outubro | Biblioteca Municipal da Mealhada
Exposição de fotografia “O Uniforme militar português no início do séc. XIX – Aguarelas do General Ribeiro Arthur”.

27 de setembro l Obelisco l Porta de Sula
Cerimónias  Militares e Protocolares do Exército Português

28 de setembro l Cineteatro Messias l Mealhada l Público escolar
Peça de teatro sobre as invasões francesas

Press Release - 11 setembro 2017