Ir para o conteúdo principal

Executivo aprova proteção azulejar

09 fevereiro, 2018

echo utf8_encode($noticias['titulo'].

A Câmara da Mealhada aprovou, por unanimidade, na última reunião de Executivo Municipal, proteger o património azulejar no município. A questão das fachadas a azulejo surgiu na sequência de um pedido de licenciamento que implicava a demolição de uma fachada de azulejo no centro histórico da cidade. Após a audição das técnicas da Divisão de Gestão Urbanística (DGU) e deslocação ao local, o Executivo concordou, de forma unânime, com o parecer das técnicas.

Apesar de não existir ainda um documento legal que servirá de orientação às equipas técnicas das autarquias – está a ser elaborado pela Direção Geral do Património Cultural/ Museu do Azulejo -, as técnicas da DGU entendem que o valor patrimonial do azulejo deve ser avaliado em contexto urbano, existindo no núcleo antigo da Mealhada mais três ou quatro construções semelhantes. Trata-se de uma tendência característica das décadas de 50, 60 e 70, sendo de preservar este traço da cultura arquitetónica portuguesa.







Notícias Relacionadas