Ir para o conteúdo principal

Mealhada nos cinco finalistas do Prémio Boas Práticas de Participação 2018

19 março, 2019

Mealhada nos cinco finalistas do Prémio Boas Práticas de Participação 2018

O Município de Mealhada está nos 5 finalistas do Prémio de Boas Práticas de Participação 2018, com o projeto "Laboratório Vivo do Bussaco - Centro de Interpretação Ambiental". Os projetos estão sujeitos a votação até 26 de abril, em www.portugalparticipa.pt . Se gosta do projeto, da Mata nacional do Bussaco e do Centro de Interpretação, por favor, vote!

O "Laboratório Vivo do Bussaco - Centro de Interpretação Ambiental" ficou classificado na segunda posição pelo júri, logo a seguir a projeto no Funchal, com 8,07 pontos em 10. A votação do público decorre até 26 de abril, bastando a cada um ir ao site www.portugalparticipa.pt, entrar no separador "votação" e votar em dois dos 5 projetos finalistas.

Serão entregues dois prémios, cabendo ao primeiro classificado a nomeação de melhor prática de democracia participativa em Portugal de 2018 e ao segundo classificado uma menção honrosa.

O Laboratório Vivo do Bussaco assume-se como um espaço de experimentação, um ecossistema de inovação aberta à escala da região que envolve a Mata Nacional do Bussaco (Mealhada, Mortágua e Penacova), que se desenvolve numa parceria entre a Câmara Municipal de Mealhada (proprietária do Centro de Interpretação Ambiental) e a Fundação Mata do Bussaco (entidade gestora da Mata Nacional).

Tem um carácter multidisciplinar, participativo, inclusivo, numa abordagem sistémica da "Cultura e Natureza", promovendo a educação para os valores, como a sustentabilidade, a solidariedade, a cooperação e a corresponsabilização, de forma lúdica, de modo a qualificar públicos jovens.

De carácter anual, esta iniciativa, organizada pela Rede das Autarquias Participativas (RAP) e que já vai na sua terceira edição, pretende contribuir para a implementação, disseminação e valorização de práticas inovadoras de democracia participativa no país.

As práticas candidatas foram analisadas por um júri independente constituído por quatro entidades: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, Observatório Internacional da Democracia Participativa, Associação In Loco e Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.

As cinco práticas melhor pontuadas pelo júri e respetivas classificações finais, numa escala de 0 a 10, são:

  • Núcleos de Proteção Civil do Município de Funchal (8,11);
  • Laboratório Vivo do Bussaco do Município de Mealhada (8,07);
  • Mini Presidentes da União de Freguesias de Massamá e Monte Abraão (7,74);
  • Projeto Educativo Municipal, Leiria Concelho Educador – 2018/2021 do Município de Leiria (7,62);
  • Projeto Tabu! do Município de Guimarães (7,45).


Mais informações em:
www.portugalparticipa.pt
https://www.facebook.com/ciamealhada/
Vídeo: https://youtu.be/g9MJB-7UgFg







Notícias Relacionadas



Autarquia e IPSS reúnem para pensar o futuro
18 novembro, 2019

Autarquia e IPSS reúnem para pensar o futuro

A Câmara Municipal da Mealhada promoveu um jantar de reunião com responsáveis das 15 instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho para ...