Ir para o conteúdo principal

Orçamento de 15,4 milhões para 2012 ratificado em Assembleia Municipal

20 dezembro, 2011

Orçamento de 15,4 milhões para 2012 ratificado em Assembleia Municipal
O Orçamento da Câmara Municipal da Mealhada para 2012 é de 15,4 milhões de euros, o que representa uma redução de 1,1 milhões em relação ao ano corrente. Um “orçamento de responsabilidade” dada a conjuntura econÓmica que atravessamos, como o qualifica o Presidente da Câmara Carlos Cabral, que “dá continuidade à estratégia de desenvolvimento traçada para o concelho” pelo executivo municipal. O documento que define o orçamento municipal e as opções do plano para o prÓximo ano já aprovado por unanimidade, no passado dia 29 de Novembro, em reunião de Câmara, foi agora ratificado na Assembleia Municipal da passada sexta-feira, dia 16, na Escola Profissional Vasconcellos Lebre, onde contou com duas abstenções da CDU.

O Orçamento para o prÓximo ano prevê uma despesa global na ordem dos 15.435.865 euros, sendo que 8.644.233 euros correspondem a despesas correntes e 6.791.632 euros a despesas de capital, isto é, a investimentos. E se o montante a investir diminui relativamente ao de 2011, por força do actual contexto econÓmico, é de realçar o esforço efectuado para manter a capacidade de investimento – cerca de 1,6 milhões de euros de poupança corrente –, uma vez que ao nível da realização da receita, estão previstos 10.339.387 euros em receitas correntes e 5.096.478 euros em receitas de capital. Nas grandes opções do plano para 2012, os maiores investimentos serão destinados a áreas como a Acção Social, o Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a Educação, a Cultura e o Desporto, estando ainda previstas algumas obras municipais como a Requalificação da Zona Central da Mealhada, o Posto de Turismo, o Centro Educativo do Luso e o Espaço Inovação, entre outros.

Executivo quer reforçar o compromisso social O Executivo Municipal “propõe-se garantir a continuidade do projecto que assumiu perante a população e reforçar o compromisso social, minimizando os efeitos provocados pelo terramoto financeiro, econÓmico e social criado pelo Governo”, lê-se na nota introdutÓria do documento “Orçamento e Opções do Plano 2012”. é garantido, ainda no mesmo documento, que “este Orçamento foi desenhado com base numa excepcional preocupação de adaptabilidade e flexibilidade a cenários imprevisíveis, mas que no presente contexto de incerteza e recessão econÓmica poderá exigir um reforço nas medidas de Acção Social e apoio à estrutura econÓmica e social do concelho”.

(2011-12-19) - Press Release






Notícias Relacionadas



Oportunidades na Economia do Espaço
04 novembro, 2019

Oportunidades na Economia do Espaço

O Espaço Inovação Mealhada acolhe, no dia 15 de novembro, das 17h30 às 19h30, o Space just for You – Oportunidades na Economia do Espaço, uma ...

"Rede de Mentores" une profissionais experientes e empreendedores com novas ideias de negócio
02 outubro, 2019

"Rede de Mentores" une profissionais exp

Está já em funcionamento a "Rede de Mentores da Mealhada", uma iniciativa que procura colocar em contacto profissionais experientes e ...