Ir para o conteúdo principal

Sandro Alves doou 4 cadeiras de rodas a instituições do concelho na Loja Social

13 março, 2012

Sandro Alves doou 4 cadeiras de rodas a instituições do concelho na Loja Social
A Roda Viva acolheu, na passada quinta-feira, dia 8, um evento solidário organizado pelo Lions Clube da Mealhada (LCM), no qual foram entregues cadeiras de rodas a quatro instituições da Mealhada. A iniciativa partiu de um “gesto simbÓlico” do jovem cientista mealhadense Sandro Alves, distinguido na passada semana, com o “Prémio Pulido Valente 2011” pelo seu trabalho de investigação na área da doença degenerativa motora (Machado-Joseph), pelo qual recebeu um montante de dez mil euros. A vice-presidente da Câmara, Filomena Pinheiro, e o vereador da Acção Social, Júlio Penetra, marcaram presença na cerimÓnia, representando a autarquia e, com ela, a Loja Social, uma das instituições contempladas.

Foi com humildade e considerando o seu gesto como “normal” e simbÓlico” que Sandro Alves distribuiu as quatro cadeiras de rodas que adquiriu com o dinheiro que arrecadou, no passado dia 6, com o Prémio Pulido Valente 2011. Santa Casa da MisericÓrdia, Cruz Vermelha, Associação Bairrada Solidária e a prÓpria Loja Social, cada uma das instituições teve direito a uma cadeira que usará em benefício da população.

O LCM ajudou o cientista a concretizar a sua vontade de doar os equipamentos “de modo a que pudessem servir a todos e não apenas a alguns em particular” e, juntos, seleccionaram as quatro instituições. As motivações que levaram à escolha foram variadas, porém todas unidas pelo mesmo fundamento: o apoio incondicional que estas dão à sua comunidade. Sandro Alves disse sentir-se orgulhoso e feliz “pelo facto do [seu] trabalho ser reconhecido” e garantiu que isso apenas o “motiva para continuar”. Esses sentimentos aumentam quando se apercebe de que aquilo que faz por “satisfação pessoal” pode significar “um passo para abrir um caminho para uma potencial estratégia terapêutica”.

O jovem investigador comentou que, no seu íntimo, este “acto simbÓlico faz todo o sentido” e, mais ainda, “fazê-lo na [sua] terra” e espera que “o evento possa vir a sensibilizar pessoas e instituições para projectos solidários na Mealhada, partindo do princípio que mesmo não dando muito, será sempre melhor do que nada!”. Também Isabel Moreira, presidente do LCM, admitiu que o que “animou [o clube] a organizar esta cerimÓnia foi a esperança de que o exemplo do Sandro inspire muitos outros gestos” idênticos.

A vice-presidente da Câmara, expressou a “enorme honra e orgulho” que sente em “ter o Sandro como elemento da comunidade” e não se esqueceu de agradecer aos pais do jovem cientista mealhadense, “porque ele é produto da educação, do carinho, do amor e da dedicação” que lhe foi dada e “os valores que ele mostra são fruto daquilo que lhe foi transmitido”. Filomena Pinheiro falou do conterrâneo atribuindo-lhe as características de “um jovem empreendedor que não sÓ conseguiu vencer, mas também promover o concelho e trazer-lhe uma grande riqueza”. A autarca elogiou Sandro Alves por nunca ter esquecido as suas raízes e sublinhou o facto como sendo de extrema importância. “Isto é muito importante porque ele [Sandro Alves] serve de exemplo para todos” por ser “o piloto, o condutor desta cadeia, não sÓ de sucesso, mas sobretudo de solidariedade e envolvimento com aqueles que mais precisam”, frisou Filomena Pinheiro.

Em nome da Loja Social, Júlio Penetra comentou que “o gesto [de Sandro Alves] ultrapassa largamente o valor material das cadeiras” e que “o simbolismo do seu gesto é muito importante” por trazer “o foco para um problema muito preocupante” e “para a necessidade de assumir a realidade e de nos agregarmos todos em volta da resolução destes problemas”. O vereador da Acção Social admitiu mesmo que a Roda Viva “pretende começar a ter um papel de agregador e coordenador de todas estas vontades e todos estes movimentos que existem no concelho, colaborando com eles no reforço das suas disponibilidades, apoiando-os também com capacidade técnica da avaliação das situações sociais para que tudo quanto se dá, seja dado com proveito e utilidade”.

(2012-03-13) - Press Release






Notícias Relacionadas



Desfile solidário "Social Moda" une solidariedade e comércio local
13 maio, 2019

Desfile solidário "Social Moda" une soli

O Social Moda volta a encher o Cineteatro Messias, na Mealhada, dia 24 de maio, pelas 21h, com manequins tão inesperados quanto inspiradores: utentes ...