BUPi - Balcão Único do Prédio

Bupi - Balcão Único do Prédio

Link do BUPi » https://bupi.gov.pt/

O que é o BUPi?

O BUPi (Balcão Único do Prédio) é uma plataforma dirigida aos proprietários de prédios rústicos e mistos, que permite mapear, entender e valorizar o território português, de forma simples e gratuita. Começou em 2017 como um projeto piloto em 10 Municípios. Após o seu sucesso, está agora a ser expandido a todo o país. Entrou em funcionamento, no concelho da Mealhada, a partir do dia 17 de maio de 2021, no âmbito de um projeto da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM – RC).

Quem pode aderir ao BUPi?

Podem aderir gratuitamente os titulares de propriedades localizadas em municípios aderentes ao BUPi, nomeadamente na Mealhada e nos municípios parceiros do projeto da CIM – RC como Arganil, Cantanhede, Condeixa-a-Nova, Figueira da foz, Góis, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Mortágua, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila Nova de Poiares. A localização de propriedades pode ser efetuada pelo interessado, via online, ou num balcão BUPi, presencialmente, junto de um técnico habilitado. Caso efetue a localização e identifique os limites da sua propriedade online, o processo é encaminhado para um técnico, que verificará a conformidade da informação.

Porque deve registar?

  • Para garantir os seus direitos de propriedade. A inscrição dos terrenos nas finanças não é suficiente para garantir a proteção dos seus direitos de propriedade. Para isso precisa de fazer o registo na Conservatória do Registo Predial, que será gratuito ao apresentar a localização da sua propriedade, obtida através do BUPi.
  • Porque o registo na Conservatória é obrigatório quando se pretende comprar ou vender um terreno.
  • Para ajudar na gestão do território rural português, contribuindo para a prevenção de incêndios no nosso país.
  • Porque pode fazê-lo de forma gratuita, se apresentar a Representação Gráfica Georreferenciada (RGG) obtida através do BUPi, pelo período de 4 anos a contar da data de adesão do município ao BUPi.

Nota importante: O registo gratuito é aplicável aos prédios não descritos no registo (omissos) ou descritos sem inscrição de aquisição ou reconhecimento de direito de propriedade ou de mera posse em vigor.

Onde posso identificar as minhas propriedades?

A georreferenciação das propriedades no BUPi é feita pela localização e limites da sua propriedade e denomina-se de Representação Gráfica Georreferenciada (RGG).

Onde posso registar as propriedades?

  • Conservatória do Registo Predial

Após a georreferenciação das propriedades no BUPi, deverá dirigir-se à Conservatória do Registo Predial, que já terá toda a informação sobre a localização e limites da sua propriedade, a fim de efetuar o registo.
 

Documentos necessários para localizar as propriedades

Para identificar a localização e limites da sua propriedade online necessita

  • Para autenticação: Cartão de Cidadão, tendo na sua posse os códigos PIN, ou pode também autenticar-se com a Chave Móvel Digital (CMD), devendo ter consigo o telemóvel associado
  • Caderneta predial que contém o número das matrizes da propriedade a georreferenciar
  • Se já fez previamente um levantamento GPS com as coordenadas das suas propriedades ou possui um levantamento topográfico ou fez uma delimitação numa ferramenta de desenho sobre mapas digitais, deverá possuir o ficheiro (formato KML, dxf, Shapefile, GPX, Igc; TopoJSON ou GeoJSON) de modo a carregá-lo na plataforma. Caso contrário, deverá identificar a sua propriedade diretamente no mapa


Balcão de atendimento
Ao dirigir-se a um balcão de atendimento BUPi, necessita de ter consigo:

  • Cartão de Cidadão
  • Caderneta Predial com o número das matrizes da propriedade a georreferenciar. Alternativamente pode indicar o número da matriz e o NIF para que o Técnico possa consultar a Caderneta Predial no Portal das Finanças.

Caso não seja o titular deverá possuir documentos que comprovam que a propriedade lhe pertence:

  • Escritura de compra e venda ou de doação;
  • Escritura de Habilitação de herdeiros;
  • Decisão judicial que lhe atribua o direito de propriedade;
  • Lei ou outro tipo de diploma legal que lhe atribua esse direito.
  • Se já fez previamente um levantamento GPS com as coordenadas das suas propriedades ou possui um levantamento topográfico ou fez uma delimitação numa ferramenta de desenho sobre mapas digitais, deverá possuir o ficheiro (formato KML, dxf, Shapefile, GPX, Igc; TopoJSON ou GeoJSON) de modo a carregá-lo na plataforma. Caso contrário, deverá identificar a sua propriedade diretamente no mapa

Quer a documentação necessária quer o ficheiro da delimitação da propriedade podem ser enviados previamente por email.

Online/ Balcão de atendimento

É possível existir um promotor da georreferenciação de terrenos em representação do proprietário, para o efeito deve apresentar uma procuração que lhe confira poderes para elaborar a Representação Gráfica Georreferenciada (RGG) emitida pelo titular inscrito na matriz.
Estas procurações não têm forma especial devendo apenas nela constar a assinatura e menção do documento de identificação do mandante/titular da matriz.

O modelo-tipo de procuração simplificada do BUPi está disponível aqui. Pode ser apresentado online, isto é, no âmbito do processo de esboço, ou em balcão presencial, devendo no caso das ordens profissionais ser indicada a respetiva cédula profissional.

Este modelo-tipo de procuração simplificada só confere poderes de representação para o procedimento de RGG, sem prejuízo do procedimento de registo ter seguimento processual onde será necessário apresentar um instrumento de mandato com forma especial.

Documentos necessários para fazer o registo das propriedades

Documentos que comprovam a titularidade

Os documentos que comprovam que a propriedade lhe pertence:

  • Escritura de compra e venda ou de doação;
  • Escritura de Habilitação de herdeiros;
  • Decisão judicial que lhe atribua o direito de propriedade;
  • Lei ou outro tipo de diploma legal que lhe atribua esse direito.

E se não tiver nenhum documento que comprove que a propriedade é minha?

Se tem uma propriedade mas não tem um documento que comprove que a mesma lhe pertence, pode iniciar um procedimento especial de justificação para demonstrar que vive ou explora a propriedade em condições que permitem registá-la em seu nome. Para mais informações entre em contacto ou com a Conservatória do Registo Predial ou com o Cartório Notarial.

Qual a obrigatoriedade do registo?

O registo na Conservatória do Registo Predial é obrigatório quando:

  • Compra ou vende um terreno;
  • Estabelece direitos e encargos sobre a propriedade (usufruto, arrendamento, hipoteca, entre outros);
  • Pretende anexar ou desanexar propriedades, permutar terrenos e estabelecer outras formas de estruturação fundiária.

 

Balcão BUPi Mealhada

Morada
Rua José Branquinho de Carvalho, 7
3050-335 MEALHADA
Telefone 231 200 980 (ext. 520)
E-mail bupi@cm-mealhada.pt
Horário 9h00 - 12h30 e 13h30 - 16h30

No contexto atual de medidas extraordinárias para resposta à situação da doença COVID-19 (causada pelo novo coronavírus), é recomendado que os cidadãos utilizem o serviço disponível online https://bupi.gov.pt/.

O atendimento presencial, em cumprimento da fase de desconfinamento da pandemia, está disponível, por ordem de chegada, sem marcação prévia.

No entanto, a marcação prévia é recomendada como preferencial, sendo que, quem o fizer, usufrui de atendimento prioritário em relação àqueles que não possuírem marcação minimizando os tempos de espera.

A marcação de atendimento deverá ser efetuada através do telefone, e-mail ou neste formulário.

Mais informações em: https://bupi.gov.pt/como-funciona/ e https://bupi.gov.pt/perguntas-frequentes/
 

 



Para poder visualizar os ficheiros PDF necessita do Adobe Reader. Ficheiros PDF necessita do Adobe Reader


Notícias Relacionadas



Multas de estacionamento em locais com constrangimentos devem aguardar processo de contraordenação
15 julho, 2021

Multas de estacionamento em locais com ...

A Câmara Municipal da Mealhada passou a ter competências no domínio do estacionamento público, mas os municípios pertencentes à CIM- Região de Coimbra ...