Ir para o conteúdo principal

Câmara apresentou projectos urbanísticos para a vila do Luso

29 maio, 2012

Câmara apresentou projectos urbanísticos para a vila do Luso

A Câmara Municipal da Mealhada realizou, na passada sexta-feira, dia 25 de Maio, pelas 21h, no Casino do Luso, uma apresentação pública da proposta de Plano de Pormenor da Quinta do Alberto. Cerca de 50 pessoas assistiram à sessão, que serviu também para dar a conhecer o projecto de requalificação urbanística da Aldeia de Várzeas e a 2ª fase do projecto de requalificação do centro do Luso, que já se encontra em concurso público. A autarquia pretendeu com esta acção envolver a população do Luso nos projectos urbanísticos preparados para esta vila termal.

A criação de três novas acessibilidades viárias e a requalificação paisagística e ambiental da zona do morro são os principais elementos do Plano de Pormenor da Quinta do Alberto, que foi apresentado sexta-feira, no Casino do Luso. O primeiro prevê, então, a criação de novos arruamentos, todos eles a escoar na rua do Forno, como forma de estabelecer novas alternativas de mobilidade e escoamento do tráfego viário. Já o segundo sugere o desmonte de uma parte da estrutura natural do morro, a criação de percursos panorâmicos e a implantação de uma unidade hoteleira ou uma infra-estrutura turística, de recreio e lazer.

Um plano que procura essencialmente dar resposta à necessidade de desenhar e estruturar uma área de expansão do aglomerado e, em simultâneo, garantir a valorização e qualificação da zona central da vila do Luso. Uma proposta que, segundo o urbanista João Rua, da empresa que a elaborou, a Síntese – Consultoria em Planeamento Lda., foi criada tendo em conta intervenções em dois níveis distintos: o público e o privado. O público no desenhar do terreno e o privado na orientação, sugestão e limitação dos volumes edificados.

O projecto que se seguiu, de valorização e dinamização da Aldeia de Várzeas, no Luso, foi apresentado pelo técnico municipal Hugo Fonseca. Uma intervenção que abrange a totalidade da zona ribeirinha da aldeia e que prevê a repavimentação da zona envolvente à capela (e colocação de mobiliário urbano) e de todo o arruamento central da aldeia; e a criação, na zona junto ao pontão, de uma praça de acolhimento com estruturas que permitam a realização de eventos culturais ao ar livre e de um parque de merendas e respectivas instalações complementares. Um projecto que visa “a qualificação urbanística da aldeia, através de uma intervenção ao nível do espaço público, que potencie igualmente a salvaguarda do património edificado bem como do património natural em presença”, afirmou Hugo Fonseca.
 

Luso: destino moderno e atractivo

A sessão terminou com a apresentação da 2ª fase do projecto de requalificação da zona central do Luso, pelos arquitectos Diogo Ribeiro e Filipa Neves, da empresa ARQinmove, que elaborou a proposta vencedora. Um projecto que procura valorizar o centro urbano da vila termal, complementando o investimento já feito pela autarquia na optimização da avenida principal do Luso e pelas empresas concessionárias na renovação das termas e do Grande Hotel. O objectivo é transformar a estância termal do Luso num destino turístico moderno e atractivo.

A obra, que já se encontra em concurso público, por um valor base de 1,7 milhões de euros e um prazo de execução de 420 dias, vai decorrer entre a Extensão de Saúde do Luso e a Av. Emídio Navarro, abrangendo toda a zona circundante do Grande Hotel. A aposta passa por melhorar o espaço público central da vila, estando prevista a repavimentação e a substituição de árvores em algumas rua: a promoção das deslocações pedonais e dos transportes alternativos; o melhoramento e a criação de novos espaços e novas infra-estruturas; e, por fim, a redução do estacionamento indevido, aumentando a sua oferta.

A sessão de apresentação, que surge na intenção de envolver a população do Luso nos projectos urbanísticos que estão a ser pensados para a vila, terminou já depois da meia-noite. “Procurámos vir dar uma oportunidade às pessoas de verem e darem a sua opinião sobre o que vai ser feito nas suas terras”, salientou o vereador das Obras Municipais, José Calhoa, no encerramento. Uma iniciativa que contou com a participação de cerca de 50 pessoas, que aproveitaram a ocasião para colocar dúvidas sobre os projectos e sugerirem alternativas às soluções apresentadas pela autarquia.

(2012-05-21) - Press Release







Notícias Relacionadas



"Rally Legends" traz ao Luso e Bussaco lendas dos ralis de toda a europa
03 novembro, 2021

"Rally Legends" traz ao Luso e Bussaco l

A quinta edição do Rally Legends, que se realiza dias 5, 6 e 7 de novembro, no Luso e Bussaco (concelho da Mealhada) vai ser a maior de sempre. Pelas ...