Ir para o conteúdo principal

Artesanato e gastronomia de regresso à Mealhada

11 junho, 2013

Artesanato e gastronomia de regresso à Mealhada
Artesanato, sabores da região, provas de vinho e um cartaz de animação apelativo marcam a XV Feira de Artesanato e Gastronomia da Mealhada, que este ano decorre na Zona Desportiva da Mealhada, até ao dia 16 de junho. O certame abriu ao público no sábado, com a visita do Executivo Municipal aos expositores, e teve noite cheia com a atuação de Quim Barreiros. O novo recinto agradou visitantes e também o presidente da Câmara, que considerou o espaço ideal, com capacidade para fazer o evento crescer. “Gosto do local, mas a decisão de manter aqui a feira cabe ao prÓximo Executivo”, avançou Carlos Cabral, adiantando ainda que esta edição do certame teve um custo de cerca de 60 mil euros.

Já começou a XV Feira de Artesanato e Gastronomia da Mealhada. A abertura do certame aconteceu pelas 16h de sábado, dia 8 de junho, com a habitual visita do Executivo Municipal aos cerca de 50 expositores da feira. As imagens foram de esculturas em barro e madeira, tapeçaria, cestaria, bordados, calçado, tecelagem e bonecas de trapos, entre outras. Os cheiros e os sabores foram muitos e variados, a começar pelo cheirinho a doce de frutos silvestres que os alunos dos cursos de restauração do stand da Escola Profissional Vasconcellos Lebre estavam a preparar, passando pelo pão com chouriço e por todas as iguarias típicas que as oito tasquinhas de gastronomia foram oferecendo à comitiva.

O novo espaço conquistou os visitantes, que encheram o recinto na noite de sábado, para ouvirem Quim Barreiros. A estrutura instalada na Zona Desportiva da Mealhada recebeu elogios, sobretudo por ser um espaço mais amplo, que permitiu alargar o recinto do certame, ter dois palcos e melhorar bastante a zona das tasquinhas. Recorde-se que a feira sempre se realizou no Jardim Municipal, mas este ano, devido às obras de requalificação da zona central da Mealhada, a organização foi obrigada a arranjar uma alternativa e a feira mudou-se para a Zona Desportiva da Mealhada, para o espaço entre o edifício das Piscinas Municipais e o edifício do Pavilhão Municipal.

“Até me parece que este local é o ideal. Aqui temos tudo o que tínhamos do outro lado, mas como há mais espaço, conseguimos colocar dois palcos e tivemos que arranjar todo este suporte, esta estrutura, para proteger o palco e a zona das tasquinhas, que ficou bastante melhor. No jardim, a feira é mais intimista, mais familiar, aqui ganha outra dimensão, tem possibilidade de crescer”, considerou o presidente da Câmara, Carlos Cabral. Questionado sobre a possibilidade da feira se manter no novo espaço, Carlos Cabral recordou os jornalistas que este será o seu último mandato e, como tal, “é uma decisão que cabe ao prÓximo Executivo”.

O espaço é outro, mas a receita é a mesma: artesãos, a mostrar ao vivo a sua arte e engenho; as oito tasquinhas de gastronomia, que representam as freguesias do concelho e trazem os negalhos, a chanfana e o arroz-doce; a água, o pão, o vinho e o leitão; e um programa de animação diversificado, que apresenta nomes conhecidos do panorama musical nacional, mas também muito do que culturalmente se vai fazendo no município. Para além disso, as provas de vinhos no stand das 4 Maravilhas mantém-se nesta edição. A ideia é apresentar os vinhos dos produtores do concelho a todos os apreciadores que visitem a feira. Para isso, o stand vai realizar provas de vinhos, todos os dias do certame, das 16h em diante, para todos os que comprarem um copo ou uma flûte da marca gastronÓmica. O copo ou a flûte têm um custo de três euros e possibilita a prova de dois vinhos, que podem ser escolhidos de uma lista de 25, elaborada em conjunto pelos produtores mealhadenses.

Para quem ainda não visitou, vale a pena espreitar a feira até ao prÓximo dia 16 de junho, das 15h às 23h, na Zona Desportiva da Mealhada, entre o edifício das Piscinas Municipais e o edifício do Pavilhão Municipal. Programa:

Sábado, 08 de Junho
16H00 – Abertura oficial da XV Feira de Artesanato e Gastronomia
17H00 – TÓcandar
18H30 – Os Carriços
20H30 – Marchas de Santo AntÓnio do Lorvão
22H00 – Quim Barreiros

Domingo, 09 de Junho
16H00 – Pequenos Artistas da Expressão Musical
17H30 – Rancho Infantil e Juvenil de Ventosa do Bairro
18H00 – Cigo – One Man Band
21H00 – Grupo FolclÓrico e Etnográfico da Vimieira
22H00 – Sons do Minho

Segunda-feira, 10 de Junho
09H30 – Prova de Atletismo “3 Milhas de Mealhada”
16H00 – Pequenos Artistas da Expressão Musical
17H00 – FilarmÓnica Lyra Barcoucense 10 D’Agosto
18H30 – Grupo Regional da Pampilhosa do Botão
20H30 – GEDEPA - Rancho FolclÓrico e Grupo Etnográfico da Pampilhosa
22H00 – A Velha Cabra

Terça-feira, 11 de Junho
20H30 – Mimos Dixie Band
22H00 – Fonte da Pipa

Quarta-feira, 12 de Junho
20H30 – Korpo Activo
21H30 – Cades
21H45 – Flow Motion
22H00 – Ratwe

Quinta-feira, 13 de Junho
20H30 – Big Borga
22H00 – GiraSol

Sexta-feira, 14 de Junho
20H30 – FilarmÓnica Pampilhosense
22H00 – Chave D’Ouro

Sábado, 15 de Junho
16H00 – Amigos da RambÓia
17H30 – Escola de Música da Mealhada
20H30 – Amigos da RambÓia
22H00 – 7 Saias

Domingo, 16 de Junho
09h30 - 1° Encontro de Bicicletas Antigas da Mealhada
16H00 – Rancho FolclÓrico e Etnográfico São João de Casal Comba
18H00 – GRES Real Imperatriz
18H30 – Grupo de Samba “SÓcios da Mangueira”
19H00 – GRES Batuque
19H30 – GRES Juventude Paquetá
21H00 – Jukebox Karaoke



(2013-06-12) - Press Release






Notícias Relacionadas



Feira de Artesanato e Gastronomia – Mealhada 2022 termina domingo ao som do fado de Cuca Roseta
08 junho, 2022

Feira de Artesanato e Gastronomia – ...

Os últimos dias da Feira de Artesanato e Gastronomia da Mealhada – 2022 serão de intensa e diversificada atividade. Além dos concertos – e ...