Ir para o conteúdo principal

Sement Event 14: a floresta em destaque com atividades para todos os gostos

17 novembro, 2014

Sement Event 14: a floresta em destaque com atividades para todos os gostos

O Sement Event’14, que vai decorrer de 22 a 30 de novembro, marca presença mais um ano no calendário de iniciativas da Fundação Mata do Buçaco F.P.. Comemorar o Dia da Floresta Autóctone e apresentar as atividades desenvolvidas ao longo do ano no âmbito do Projeto BRIGHT (Bussaco’s Recovery of Invasions Generating Habitat Threats, apoiado pelo Programa LIFE+/Biodiversidade da Comissão Europeia) é o seu objetivo. O evento é direcionado a vários públicos, apresentando um programa diversificado: ações de voluntariado, seminários, formações e exposições, são algumas das atividades programadas para esta semana dedicada à propagação de espécies autóctones, valorização e renaturalização de espaços degradados e controlo de espécies exóticas invasoras (lenhosas e herbáceas). Todas as atividades são gratuitas, mas de inscrição obrigatória.

PROGRAMAçãO FINAL:

22 a 30 de novembro
Sement Event | A nossa Floresta, O nosso Futuro
Inscrições: geral@fmb.pt
Público-Alvo: Público em geral, famílias, turistas, especialistas
Todas as atividades são gratuitas, mas de inscrição obrigatória.

22 – 30 Nov. | Exposição: Os cogumelos da Mata (Local: Cafetaria do Parque da Cidade da Mealhada)
| Exposição: Visões da Mata (Local: Palace Hotel)
| Exposição: Bussaco ilustrado (Local: Grande Hotel de Luso)

22 Nov . | Conferência: “Espaços Naturais, valor para as populações” (local: Grande Hotel de Luso - Oferta de Coffee Break e Almoço)

1ª Temática: A riqueza dos espaços naturais

Sessão de abertura
9h30 Universidade de Aveiro
9h40 Camara Municipal de Mealhada
9h50 Junta de Freguesia do Luso
10h10 Fundação Mata do Buçaco
10h20 Fundação Bissaya Barreto

Coffe Break: 10h30

1º Painel
10h45 João Pinho – Instituto de Conservação da Natureza e Florestas

Moderador: Carlos Fonseca
11h05 Carlos Tavares – Forest Stwardship Council ® Portugal
11h45 Miguel Ferreira - AZORINA - Sociedade de Gestão Ambiental e conservação da Natureza, S. A (Açores)
12h05 Milene Matos (Universidade de Aveiro) – “A ciência e a natureza como ferramentas de reinserção social”
12h25 Perguntas e Respostas / Debate
12h35 Encerramento do 1º Painel

Almoço

2ª Temática: Importância da conservação e valorização dos espaços naturais

2º Painel
14h30 Paulo Seara - Presidente da Junta de Freguesia de águeda e Borralha: “Parque Botânico de Vale Domingos - o ambiente como promotor da inclusão social”

Moderadora: Milene Matos
14h50 Cátia Correia: Projeto Life Biodiscoveries (CM Barreiro) “Controlo de espécies invasoras atráves da participação pública.”
15h10 Bruno Martins (CIBIO- U. Porto) –Projeto Life Trachemys - " A importância dos ecossistemas de água doce e ferramentas para a sua conservação"
15h30 Pedro Bingre do Amaral - Escola Superior Agrária de Coimbra
15h50 João Carvalho – Universidade de Aveiro: “O bom, o mau ou o vilão? A gestão cinegética como promotora da biodiversidade.”
16h10 Perguntas e Respostas / Debate
16h30 Encerramento do 2º Painel

23 Nov. 9h30|12h30 | Ação de voluntariado: plantação de árvores na Mata Nacional do Buçaco (evento “Florestar Portugal 2014”)
14h30 | Visita à Mata, Convento de Sta Cruz e Palace Hotel do Bussaco
14h30|17h00 | Oficina: Sementes com Vida (para crianças e famílias) (gratuito)

24 – 28 Nov. | Ações de voluntariado (com IPSS, escolas, empresas e instituições)
Visita à Mata e Convento de Sta Cruz (todos os dias | 15h)

29 Nov | Conferências: “Projeto BRIGHT: Mata Nacional do Buçaco, património para todos ” (local: Grande Hotel de Luso) - ( Oferta de Coffee Break e Almoço )

A Nossa Floresta: Conhecer, avaliar e cuidar

1º Painel
Moderador: Nelson Matos
9h30 Rosa Pinho (UA) – “A Biodiversidade da Região e o valor da Mata Nacional do Buçaco”
9h50 Sónia Guerra (UA) – “A Floresta Relíquia da Mata do Buçaco: conhecer para preservar”
10h10 André Aguiar (UA) – “A importância da fauna na gestão florestal”
10h30 Tatiana Moreira-Pinhal (UA) – “A importância dos insetos para o equilíbrio florestal”

Coffe Break:10h40

2º Painel
Moderadora: Rosa Pinho
10h55 Lúcia Pereira (UA) – “Os mamíferos carnívoros e o seu papel na regeneração florestal”
11h15 Jorge Sousa (FMB) – “Recuperação pós-ciclone Gong (2013)”
11h35 Luís Pereira (CMM) - “Mata Nacional do Buçaco, valor para a educação”
12h00 Nelson Matos (FMB) – “O Projeto BRIGHT para a proteção e valorização da MNB”
12h20 Perguntas e Respostas / Debate
12h45 Encerramento

Almoço

15h – Visitas orientadas: Adernal e Invasoras – (Local: Mata Nacional do Buçaco)

30 Nov. 9h30 | 13h00 - Formação em controlo de invasoras ( Oferta de Coffee Break e Almoço )
14h30 | 16h30 – Propagação da Floresta Autóctone

Condições especiais para participantes:

Alojamento:
- Desconto de 20% na estadia nas Casas do Bussaco Al e TER - apenas para participantes no evento (válido para estadias entre os dias 21 de novembro e 1 de dezembro, mediante pedido prévio e disponibilidade e não dispensa a consulta dos respetivos regulamentos) .
Informações: 231937000
Reservas: turismo@fmb.pt
- Hotel Central - Preços especiais para participantes no evento:
Quarto duplo - 38€
Quarto single - 28€
- Parque de Campismo do Luso - 20% de desconto sobre o preço de tabela do Parque para tendas e bungalows para participantes.

Restaurantes:
- Restaurante O Cesteiro - 10% de desconto nas refeições dos participantes mediante aviso prévio (sobretudo para grupos) e devida apresentação do registo no evento.

Outras informações:

Bibliografia dos oradores

João Pinho é Vice-Presidente do Conselho Diretivo do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, I.P. Mestrado em Planeamento Regional e Urbano pela Universidade Técnica de Lisboa, em 2000; Licenciatura em Engenharia Florestal – ramo de Produção Florestal pelo Instituto Superior de Agronomia, em 1994. Experiência profissional mais relevante: No âmbito de funções de direção foi responsável, nos serviços florestais estatais, pela coordenação de projetos ligados ao planeamento florestal nacional, regional e local, ao planeamento e execução de ações de prevenção estrutural na área da DFCI, ao Inventário Florestal Nacional, à gestão florestal pública, comunitária e privada, ao ordenamento do território e avaliação de impacte ambiental, aos assuntos florestais internacionais e à estratégia de adaptação às alterações climáticas.

Carlos Tavares da Sustainability Manager da Sonae Indústria, e simultaneamente Presidente da Direção do Forest Stewardship Council Portugal.

Miguel G.C. Ferreira da AZORINA - Sociedade de Gestão Ambiental e conservação da Natureza, S. A , nos Açores, é coordenador do projeto de Recuperação Ecológica e Paisagística da Bacia Hidrográfica da Lagoa das Furnas, no âmbito do Plano de Ordenamento da Bacia Hidrográfica da Lagoa das Furnas, ao qual foi recentemente atribuído o Prémio Nacional da Paisagem e reconhecido pelo Conselho da Europa como um ‘case study’ e um exemplo de boas práticas para projetos similares na Europa. O projeto das Furnas, também conhecido pelo nome: Furnas LandLab coloca um esforço destacado na promoção dos valores da Floresta Autóctone.

Milene Matos é licenciada e doutorada em Biologia, pela Universidade de Aveiro (UA) e tem formação complementar em ilustração científica, educação ambiental, gestão florestal sustentável (University of Wageningen), Comunicação de Ciência (University of the West of England) e Ciências da Comunicação (University of Amsterdam; e IMF Business School de Madrid). Tem experiência em monitorização de vida selvagem, nomeadamente no âmbito de estudos do impacto antropogénico sobre a biodiversidade. Atualmente é investigadora de pós-doutoramento na Unidade de Vida Selvagem, DBio-UA, dedicando-se à comunicação de ciência e promoção da cultura científica e dos valores naturais, nomeadamente na Mata Nacional do Buçaco, onde criou o Serviço Educativo. Publicou vários livros, incluindo um livro infantil, artigos científicos e de divulgação e apresentou mais de cinquenta trabalhos em conferências nacionais e internacionais, sendo bastante focada na partilha de conhecimentos e na promoção da cultura científica. Foi recentemente galardoada com um prémio europeu atribuído pela Federação Europarc em cooperação com a Fundação Alfred Toepfer, intitulado “Alfred Toepfer Natural Heritage Scholarships”, que tem por objetivo galardoar conservacionistas com provas dadas na área da conservação da natureza, em particular nas áreas protegidas da Europa.

Projeto LifeBiodiscoveries (Câmara Municipal do Barreiro): Este projeto visa demonstrar um modelo de gestão das espécies exóticas invasoras com base na participação do público. A escolha desse modelo, que implica atribuir a grupos de voluntários e à mobilização da comunidade uma quantidade significativa de recursos utilizados na gestão das espécies exóticas invasoras, melhorará a eficácia dessa gestão em termos de custos.

Bruno Martins é Mestre em Biologia da Conservação pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Tem desenvolvido e coordenado diferentes projetos na área da conservação como biólogo Investigador no Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO), tendo sido o coordenador do trabalho de campo e o responsável pelo desenvolvimento das ações do projeto LIFE + Trachemys – “Estratégias e técnicas demonstrativas para a erradicação de cágados invasores” (LIFE09 NAT/ES/000529), em Portugal. Tem ainda participado no planeamento e implementação de diferentes atividades de educação ambiental e divulgação da biodiversidade, em particular de ecossistemas de água doce, com especial colaboração e envolvimento no projeto “Charcos com Vida”.

Pedro Bingre do Amaral é Licenciado em Engenharia Florestal, Mestre em planeamento Regional e Urbano, Investigador, consultor e docente da Escola Superior Agrária de Coimbra, que tem trabalhado na área da ecologia e ordenamento do território. Relativamente a esta última tem principal enfoque as questões relacionadas com as políticas de ordenamento, gestão urbanística e dos espaços rurais, sempre com forte participação cívica.

João Carvalho completou a licenciatura em Biologia na Universidade de Aveiro no ano letivo 2010/2011. Frequentou o mestrado de Ecologia Aplicada na mesma Universidade e o mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento do Território no departamento de Geografia da Universidade do Porto. Atualmente, frequenta o doutoramento co-financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), Fundo Social Europeu (FSE) e Ministério da Educação e Ciência (MEC). Os seus interesses de investigação incluem a dinâmica de populações e ecossistemas, interações predador-presa e população-habitat, gestão cinegética e sanidade animal.

Rosa Pinho é Licenciada em Biologia pela Universidade de Aveiro, cujo estágio científico, orientado pelo Dr. ngelo Pereira, foi sobre o tema: Taxonomia da Plantas Superiores, é desde 1993, a curadora do Herbário da Universidade de Aveiro. Há mais de uma década que tem desenvolvido trabalho na Mata Nacional do Buçaco, na identificação e caraterização dos seus valores naturais e na promoção dos mesmos.

(2014-11-14) - Press Release







Notícias Relacionadas