Ir para o conteúdo principal

Markl, Tim, Azeitonas e Quim Roscas & Zeca Estacionâncio são apostas do Cineteatro Messias para 1º semestre de 2021

22 dezembro, 2020

Markl, Tim, Azeitonas e Quim Roscas & Zeca Estacionâncio são apostas do Cineteatro Messias para 1º semestre de 2021

Tim (vocalista e baixista dos Xutos e Pontapés), Eduardo Madeira, a dupla de comediantes Quim Roscas e Zeca Estacionâncio, Os Azeitonas e Nuno Markl são as principais apostas do Cineteatro Messias, na Mealhada, para o primeiro semestre de 2021.

O cartaz abrirá, no dia 22 de janeiro, às 17h, com uma palestra motivacional a cargo do ator Paulo Azevedo. É a primeira vez que o "Messias" apresenta um evento desta natureza, aberto a todo o público, mas assumidamente direcionado para empresas e associações.

Paulo Azevedo tem sido um excelente orador, proferindo palestras motivacionais amplamente aplaudidas. Veja-se só um dos muitos comentários elogiosos de quem já assistiu: "Ele é uma inspiração, um bálsamo, uma estrela que ilumina caminhos. Depois desta palestra, nunca mais me posso queixar de ter problemas na vida e de não conseguir atingir objetivos!".

No dia seguinte, a tarde será dedicada ao público infantil, com a peça "A história de João Pateta". Trata-se de um teatro, com uma dose de comédia com informação pedagógica importante, baseado numa obra que é recomendada para pré-escolar e 1º ciclo e integrada no Plano Nacional de Leitura.

No mesmo sábado, dia 23, às 17h30, será inaugurada a exposição do artista Francisco Saldanha, denominada "Nem eu sabia que sabia fazer". Saldanha é conhecido pelo seu virtuosismo enquanto multi-instrumentista e compositor. Até há pouco tempo, nem ele próprio sabia que sabia fazer tão bem pinturas, peças de artesanato, instrumentos de percussão de elevada complexidade e tantas outras coisas só ao alcance dos predestinados. "Nem eu sabia que sabia fazer" mostra pela primeira vez ao público os dotes do artista para a pintura, nas suas mais diversas formas, e para o artesanato.

No dia 30, será a vez de Eduardo Madeira subir ao palco do Cineteatro Messias, na companhia dos humoristas Manuel Marques e Carlos Vidal, para uma noite de stand-up comedy única, desconcertante e imperdível.

No dia 6 de fevereiro, a banda Os Azeitonas dará um concerto acústico e intimista e trará consigo convidados "mistério", que só serão revelados a escassas horas do início do espetáculo. Este regresso d?Os Azeitonas às salas e teatros de todo o país chamar-se-á "Ambos os três mais uns".

Ainda em fevereiro, mas no dia 27, a noite será dedicada ao reggae da banda Olla Tshou, que irá apresentar, no Cineteatro Messias, o seu mais recente álbum.

No dia 6 de março, Tim, vocalista e baixista dos Xutos & Pontapés, subirá ao palco do "Messias" para apresentar o seu mais recente disco de originais. Consigo trará uma banda de excelentes músicos para um concerto que promete ser memorável.

A tarde do dia 13 de março será dedicada ao teatro musical infantil, com a peça "Os 3 Porquinhos", a cargo da companhia Plateia d?Emoções, que já nos habituou a grandes produções artísticas. A última das quais foi "O feiticeiro de OZ", que esgotou seis sessões consecutivas,

O Cineteatro Messias receberá, no dia 3 de abril, o espetáculo do inenarrável comediante e animador de rádio Nuno Markl, denominado "Como ser um saco de pancada deprimente e vencer na vida". O autor e protagonista destas quase duas horas de storytelling diz que este espetáculo muda a vida de quem o vê. Ele afirma que sim, mas, na verdade, não tem a certeza.

O mês de abril contará ainda com um grande concerto de música clássica, no dia 23, a cargo da Orquestra da Costa Atlântica, que irá apresentar uma produção inédita em Portugal da História do Soldado de Stravinsky, com projeção do filme de animação homónimo de Clive Hicks-Jenkins, multipremiado "pintor de narrativas". O espetáculo será dramatizado e narrado pelo artista Mário Alves, com base na tradução de Mário Cesariny, e dirigido pelo maestro Luís Miguel Clemente.

No dia 8 de maio, a dupla Quim Roscas & Zeca Estacionâncio regressa à Mealhada após uma primeira passagem, em 2019, que se revelou um estrondoso sucesso. Mais de 2500 espetáculos realizados e 150 mil quilómetros percorridos durante 20 anos de muitas gargalhadas fazem com que João Paulo Rodrigues e Pedro Alves sejam, sem sombra de dúvidas, os humoristas de maior sucesso em Portugal. Com um grande sentido de humor, Quim Roscas & Zeca Estacionâncio levam ao palco do Cineteatro Messias um espetáculo hilariante onde não falta comédia, música, improviso e muita estupidez.

"Tivemos algumas dúvidas sobre este regresso a uma estratégia cultural que a pandemia fez esmorecer, mas decidimos que, respeitando todas as orientações da Direção-Geral da Saúde, é importante voltar a ter cultura nesta casa e no nosso Município, é importante dar alguma alegria às pessoas", referiu Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada, na conferência de imprensa de apresentação do programa.

Na conferência estiveram presentes também os representantes dos principais patrocinadores do Cineteatro Messias, Licínia Ferreira, do restaurante, Rei dos Leitões, João Diniz, do Grande Hotel do Luso e Margarida Valente, Caves Messias, que destacaram a versatilidade da programação, bem como a necessidade de dar continuidade aos espetáculos culturais na Mealhada, que, "por um lado projetam o município, por outro contribuem para a dinâmica da economia local".

A programação para este primeiro semestre de 2021 será também enriquecida com as produções dos vários grupos de teatro, músicos e outros projetos locais, mantendo-se a política de casa aberta aos artistas e instituições concelhios.

"As portas do cineteatro estão sempre abertas para acolher os eventos de todas as associações do nosso concelho", lembrou o autarca, que desafia as coletividades a usar gratuitamente este espaço cultural com as suas próprias iniciativas.

Também Rui Marqueiro destacou a transversalidade do cartaz. "Temos de tudo um pouco e para todos os gostos: do humor, que tanto nos faz rir, à música, com especial destaque para um excelente concerto de música clássica e para a apresentação do novo disco de Tim. Mas temos também teatro infantil, uma palestra motivacional e uma belíssima exposição de um artista do concelho da Mealhada, que é um talento".

Ora, é precisamente a exposição de Francisco Saldanha que encerra, no dia 30 de junho, a programação do primeiro semestre de 2021 do Cineteatro Messias.

Press - Ficheiro PDF Press Release - 22 dezembro 2020






Notícias Relacionadas



Meajazz junta teatro e cinema à música
21 julho, 2021

Meajazz junta teatro e cinema à música

A 4ª edição do Meajazz – Festival de Jazz da Mealhada, que se realiza dias 3 e 4 de setembro, no Cineteatro Messias, na Mealhada, vai alargar a ...
"Portugal a Dançar" passa pela Mealhada
02 julho, 2021

"Portugal a Dançar" passa pela Mealhada

A edição 2021 do "Portugal a Dançar" vai passar pela Mealhada. As eliminatórias do concurso de dança irão decorrer no Pavilhão do Luso, dias ...