Ir para o conteúdo principal

Método Ubuntu chega a jovens do Agrupamento de Escolas da Mealhada

04 março, 2021

Método Ubuntu chega a jovens do Agrupamento de Escolas da Mealhada

A "Academia de Líderes Ubuntu Escolas – Mealhada" é dirigida a todos os jovens dos 14 aos 18 anos e vai desenvolver-se, nos próximos três anos letivos, no Agrupamento de Escolas da Mealhada. O projeto, cuja apresentação decorreu ontem (3 de março) via zoom, procura transmitir valores como a solidariedade e o sentido de comunidade aos jovens, com objetivo destes se tornarem agentes de mudança na construção de uma sociedade mais justa e solidária. Inspira-se, por isso, em modelos de liderança de personalidades como Nelson Mandela, Martin Luther King e Malala Yousafzai.

Ubuntu é uma filosofia de origem sul-africana focada na valorização da interdependência e da solidariedade que procura desenvolver e promover competências pessoais, sociais e cívicas.

Rui Marques, do Instituto Padre António Vieira (IPAV), entidade que desenvolve a Academia de Líderes em vários municípios do país, explicou que o projeto será desenvolvido em torno de três principais eixos: ética do cuidado, liderança servidora e construção de pontes.

O método Ubuntu assume o desenvolvimento de cinco competências centrais que estão na base do processo de crescimento humano: tornar-se pessoa. Num primeiro nível, são promovidas competências focadas no indivíduo (autoconhecimento, autoconfiança e resiliência) e, num segundo nível, são focadas as competências sociais e relacionais (empatia e serviço).

Nas palavras de Rui Marques, "formar líderes servidores e construtores de pontes, promover uma ética do cuidado pelo outro e pelo planeta, transformar crenças, atitudes e comportamentos e restaurar a dignidade humana são os principais objetivos lançados neste projeto que chega agora à Mealhada, com já tantas dinâmicas cívicas e educativas importantes e relevantes na região".

O projeto assenta, pois, numa proposta educativa não-formal, a partir do uso de ferramentas lúdico-pedagógicas, como reflexões, filmes, contos, músicas, textos e experiências.

Fernando Trindade, diretor do Agrupamento de Escolas, sublinha a importância do projeto num tempo em que há alguma falência relativamente à cidadania.  "Percebi de imediato o seu alcance e a importância para os jovens, pelo que é com grande entusiamo que vejo a implementação da Academia no Agrupamento", afirmou.

A iniciativa passará pela formação acreditada de professores e de outros educadores para a metodologia Ubuntu, em parceria com a Escola Superior de Educação Paula Frassinetti (ESEPF), para gerar autonomia e capacidade de replicação nomeadamente na disciplina de cidadania. Posteriormente, passará também pela capacitação dos estudantes.

A Academia de Líderes Ubunto – Escolas chega à Mealhada na sequência do projeto de criação do Bosque Madiba, na Mata Nacional do Buçaco, num local que já foi visitado pelo neto de Nelson Mandela, Ndaba Mandela, que plantou a primeira árvore do referido bosque.  "Naquela ocasião, a autarquia assumiu o compromisso de desenvolver um projeto de Educação para a Cidadania, dirigido à comunidade escolar, como forma de celebrar a vida e o legado de Nelson Mandela, um dos heróis mais adorados e icónicos de todos os tempos, como forma de transmitir às gerações mais novas os valores da paz, da cooperação e do diálogo", explicou o presidente da Câmara da Mealhada.

Rui Marqueiro afirma que o projeto é enriquecedor para os jovens do concelho, sublinhando que esta parceria "não se destina apenas às escolas, mas é emancipadora de novas elites, novas lideranças servidoras. O meu desejo é que se formem melhores líderes do que os que temos atualmente".

 

Metodologia Ubuntu por fases

1. Capacitação: docentes e educadores mobilizados integram processo de formação (50 horas) acreditada pela ESEPF, entre 5 a 6 participantes por cada ano letivo envolvido no projeto. Cada formador recebe o kit completo do método Ubuntu em formato digital (todos os planos de sessão, dinâmicas, interpretação de filmes, entre outros).

2. Semana Ubuntu: realização da semana Ubuntu, como formação prática da equipa de formação local, e dirigida aos jovens estudantes identificados. O IPAV disponibiliza uma equipa de animadores para apoio à equipa de formação da escola.

3. Aplicação do Método: em contexto de sala de aula, no âmbito de disciplinas específicas (ex: cidadania), destinada a todos os alunos dos 14 aos 18 anos.

4. Clube Ubuntu: o Agrupamento cria o seu próprio clube com o intuito de manter a dinâmica Ubuntu através do desenvolvimento de um plano de ação de replicação do modelo de semana Ubuntu e de outras ações, que se mantém e renova a cada ano letivo do projeto com capacidade para 25 a 30 alunos. Os estudantes que participam nas semanas Ubuntu integram o clube e assumem uma função de mentoria de pares.

5. Follow-up: o IPAV dará apoio, sempre que necessário, através de visitas periódicas aos clubes Ubuntu, partilha de materiais e promoção do intercâmbio entre Clubes Ubuntu.

 

Academia de Líderes Ubuntu

A Academia de Líderes Ubuntu é um projeto desenvolvido pelo Instituto Padre António Vieira e que visa o desenvolvimento de competências socioemocionais de jovens e educadores, com o objetivo de promover a sua intervenção enquanto líderes ao serviço da comunidade, capacitando-os para uma intervenção adequada e eficaz nesses mesmos contextos. Em 2017, foi reconhecido, pela Comissão Europeia, como um dos 12 projetos mais relevantes, em termos de boas práticas de trabalho com jovens e empreendedorismo social. O projeto venceu ainda o Prémio "Educação para os Direitos Humanos", da OEI Portugal.

A Academia de Líderes Ubuntu, no âmbito do seu eixo de ação escolar, envolve atualmente 69 Escolas, 2 Centros Educativos, 529 Educadores e 1833 alunos.

Mais informações em https://www.academialideresubuntu.org/pt/

Press - Ficheiro PDF Press Release - 04 março 2021






Notícias Relacionadas