Ir para o conteúdo principal

Câmara da Mealhada lança concurso para novo edifício municipal de 5,7 milhões de euros

11 maio, 2021

Câmara da Mealhada lança concurso para novo edifício municipal de 5,7 milhões de euros

A Câmara da Mealhada aprovou, por maioria, na última reunião do Executivo Municipal, o lançamento a concurso do novo edifício municipal, uma obra orçada em 5,7 milhões de euros (IVA incluído) e que terá um prazo de execução de 24 meses.

O novo edifício camarário será construído num terreno lateral aos atuais Paços do Concelho, no centro da Mealhada, junto ao novo parque de estacionamento cuja obra já está a decorrer. Será constituído por quatro pisos (do rés-do-chão ao terceiro andar), assente numa filosofia de "open space" que permitirá a interligação e fluidez de serviços, melhorando a capacidade de resposta ao munícipe.

O novo edifício é considerado absolutamente essencial para o bom desempenho dos serviços municipais, uma vez que o atual é exíguo, obrigando a que os serviços municipais estejam dispersos por vários edifícios da cidade, e não reúne as condições mínimas de segurança, apresentando fissuras e tendo até já registado aluimentos parciais de zonas dos tetos nos gabinetes de trabalho. Com esta nova edificação pretende-se reunir, num único espaço, a grande maioria dos serviços municipais, procurando-se promover uma maior eficiência e eficácia dos serviços que passam a operar todos no mesmo prédio.

A nova edificação visa também melhorar as condições de trabalho dos funcionários do Município e criar condições de acesso e circulação para pessoas com mobilidade condicionada – uma vez que o existente apenas é dotado de escadaria-, para além de minimizar os custos energéticos, atualmente muito elevados.

"Este edifício era amplo e moderno em 1895. Hoje, está a ruir, não tem condições nem garante os preceitos que a Câmara Municipal exige a privados. Este sempre foi um projeto de acalorado debate. Hoje, apresentamos um projeto sustentável e económico, que melhor serve a população e os trabalhadores desta casa, que o merecem", referiu, na reunião do Executivo, Nuno Canilho, vereador da Câmara Municipal da Mealhada.

"Entre 2005 e 2009 tentou-se apresentar uma hipótese demasiado onerosa, com um custo provável de mais de 12 milhões de euros, que o Município abandonou, até porque tínhamos dúvidas sobre a legalidade da adjudicação do projeto de execução. Daí a adjudicação de um novo projeto, mais económico e que, julgamos, servirá, durante muitos anos, o Município e os munícipes", explica Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada.

Press - Ficheiro PDF Press Release - 11 maio 2021






Notícias Relacionadas



Câmara da Mealhada distribui pelouros
22 outubro, 2021

Câmara da Mealhada distribui pelouros

A Câmara da Mealhada reuniu, esta manhã, pela primeira vez após as eleições de 26 de setembro, para distribuição de pelouros.  António Jorge ...