Ir para o conteúdo principal

Jogo lúdico é pretexto para redescoberta dos territórios das invasões francesas

19 novembro, 2021

Jogo lúdico é pretexto para redescoberta dos territórios das invasões francesas

"Napoleão – O princípio do fim" é um novo jogo de tabuleiro em que crianças e jovens podem aprender sobre as Invasões Francesas enquanto se divertem. O lançamento, esta manhã, na Mata Nacional do Bussaco, foi experienciado por aqueles a quem se destina: alunos da EB 2 da Mealhada, que se divertiram a "defender o seu território".

O jogo, já no mercado, foi desenvolvido pela Science4you no âmbito da Rede Temática das Invasões Francesas em Portugal. Procura tirar partido de um episódio da história comum a vários municípios portugueses – as invasões francesas -, transformando algo que marcou negativamente as populações e os territórios no ponto de partida para gerar impactos positivos, ao ser aproveitado em termos turísticos e educacionais.

"Napoleão – O princípio do fim" é um jogo de tabuleiro, para ser jogado dos 8 aos 80 anos, que assenta no conceito de defesa do território e de resistência do povo português, contribuindo para o desenvolvimento de competências nas áreas da cidadania, da história e da matemática. O objetivo é a defesa dos territórios e do alvo final das tropas de Napoleão: Lisboa. Os jogadores vão colecionando "casas-território" através de desafios, sejam eles questões de desenho, matemática, cidadania ou mímica, e ganhando cartas que demonstram curiosidades dos diversos territórios, que se vão, assim, dando a conhecer e que podem suscitar, posteriormente, a visita física aos territórios. "É uma boa forma de juntar o turismo e o lazer à Educação e de levar as famílias a descobrirem todos estes territórios, com os impactos que estas visitas geram na economia local", referiu António Jorge Franco, presidente da Câmara Municipal da Mealhada, na cerimónia de apresentação do jogo.

Emílio Torrão, presidente da CIM- Região de Coimbra, explicou que a escolha da Mata do Bussaco para a apresentação projeto é icónica por simbolizar a necessidade de "preservação e de valorização do património", explicando que a aposta num jogo de tabuleiro visa "trazer os jovens para a história, para o turismo, para a arte". E referiu ainda a criação deste produto como "um bom exemplo do funcionamento da intermunicipalidade em prol da valorização os territórios".

O jogo é um projeto financiado pelo Programa Valorizar do Turismo de Portugal no âmbito do projeto "Rede Temática das Invasões Francesas em Portugal", que une a CIM - Região de Coimbra aos municípios de Mealhada, Almeida, Bombarral, Elvas, Lourinhã, Mortágua, Penacova e a Associação para o Desenvolvimento Turístico e Patrimonial das Linhas de Torres Vedras (municípios de Arruda dos Vinhos, Loures, Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira).

Pedro Machado, presidente da Entidade Regional Turismo Centro de Portugal, sublinhou o facto de este ser um bom exemplo do novo posicionamento que Portugal ocupa em termos turísticos, com o foco no "turismo cultural, sustentável e de desenvolvimento integrado, combatendo a ideia de que Portugal é apenas um destino de praia".

Jorge Brito, secretário Executivo da CIM – Região de Coimbra, referiu ainda que, no âmbito da "Rede Temática das Invasões Francesas em Portugal", estão a ser desenvolvidos diversos elementos de promoção dos territórios a partir das "invasões Francesas", como sejam aplicações, roteiros ou experiências de realidade virtual para o visitante.

Press - Ficheiro PDF Press Release - 19 novembro 2021






Notícias Relacionadas



Câmara da Mealhada cria prémios literários
07 setembro, 2021

Câmara da Mealhada cria prémios literários

A Câmara da Mealhada aprovou, em reunião de Executivo Municipal, a criação de dois prémios literários - que homenageiam Costa Simões e Maria da Nóbrega ...