Ir para o conteúdo principal

Bombeiros recebem equipamentos elétricos e eletrÓnicos em final de vida

13 novembro, 2013

Bombeiros recebem equipamentos elétricos e eletrÓnicos em final de vida
A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários (AHBV) da Pampilhosa assinou hoje um protocolo com a Amb3E – Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos, que lhe permite angariar receitas com a recolha de equipamentos elétricos e eletrÓnicos em final de vida. Por cada tonelada recolhida, a AHBV da Pampilhosa recebe 75 euros da Amb3E. Uma parceria que já existe também com a AHBV da Mealhada e que conta com o apoio da Câmara Municipal, que na iniciativa de hoje se fez representar pelo vereador do Ambiente, José Calhoa. O autarca garantiu todo o apoio às duas corporações de bombeiros, adiantando mesmo que essa informação vai passar a constar nas faturas da água, para que todos os munícipes tenham conhecimento de que essa recolha está a ser feita pelas duas corporações de bombeiros do concelho.

A partir de hoje, quem quiser deitar fora qualquer equipamento elétrico ou eletrÓnico que já não tenha utilização pode fazê-lo na sede da AHBV da Pampilhosa ou mesmo pedir para que esse equipamento seja recolhido em sua casa pelos Bombeiros ou pela Câmara Municipal. Uma realidade que, até então, sÓ acontecia com a AHBV da Mealhada. Ao fazê-lo, o munícipe não está sÓ a ver-se livre dos resíduos e a garantir a sua reciclagem, preservando o meio ambiente, está também a ajudar as corporações de Bombeiros do concelho. é que, com esta parceria com a Amb3E, por cada tonelada de equipamentos elétricos ou eletrÓnicos recolhidos, as corporações recebem 75 euros.

“Esta é uma forma de deixarmos de ser subsídio-dependentes, de ajudarmos e criarmos novas fontes de receita”, afirmou o presidente da Direção da AHBV da Pampilhosa, Rogério Vieira da Silva, recordando que a corporação já trabalhou numa campanha de objetivo idêntico e conseguiu excelentes resultados. “Ficamos em 3° a nível nacional”, salientou. “Esta é uma parceria de louvar e para a qual podem sempre contar, como habitualmente, com a Junta de Freguesia da Pampilhosa”, acrescentou o presidente da Junta de Freguesia, Vítor Matos.

“A Amb3E continua a apostar na estreita parceria com os Bombeiros, que mantendo uma relação de proximidade com as populações locais têm desempenhado um papel fundamental na sensibilização para a importância de reencaminhar este tipo de resíduos. é importante que a sociedade civil se aperceba que sempre que reciclamos um equipamento elétrico estamos a ter ganhos para o ambiente e para a economia, através da captação de matérias-primas e criação de postos de trabalho”, avançou AntÓnio Abreu Ferreira, diretor operacional da Amb3E, uma associação privada sem fins lucrativos, que representa os produtores que colocam os equipamentos elétricos e eletrÓnicos no mercado e que têm de cumprir diretivas europeias no sentido de darem um fim adequado a esses equipamentos no seu final de vida.

AntÓnio Abreu Ferreira lembrou ainda a importância do papel da Câmara Municipal nesta parceria. “As autarquias têm um papel importante porque muitas vezes são elas que são responsáveis pela recolha destes equipamentos e esta é uma forma de poderem ajudar os Bombeiros. Em vez de entregarem os resíduos no ecocentro, entregam nos Bombeiros”, adiantou o diretor operacional da Amb3E.

O vereador do Ambiente afirmou que a Câmara Municipal está a disposta a ajudar no que for preciso, mas alertou para a falta de sensibilização que existe relativamente a esta matéria. “Há alguns problemas que surgem, a questão da mentalidade e de não haver contentores distribuídos pelas várias freguesias. Muitas vezes, as pessoas limitam-se a deitar fora esses resíduos, a despeja-los nos pinhais e é a Câmara Municipal que tem que, posteriormente, proceder à limpeza”, avançou. AntÓnio Abreu Ferreira explicou que a associação não coloca contentores no exterior, porque estes resíduos contém metais muito cobiçados pelo seu valor, como por exemplo o cobre.

O vereador do Ambiente garantiu, então, que a Câmara Municipal está também disponível para fazer essa recolha em casa dos munícipes. Serviço que, aliás, já existe, mas que é pouco solicitado, afirmou. José Calhoa adiantou ainda que as corporações de bombeiros do concelho podem contar com a ajuda da autarquia também na divulgação da iniciativa, garantindo que essa informação vai passar a constar nas faturas da água, para que seja do conhecimento de todos os munícipes.

(2013-11-12) - Press Release






Notícias Relacionadas



Consultas de nutrição "foram" ao Bairro Social do Canedo no Dia da Alimentação
16 outubro, 2020

Consultas de nutrição "foram" ao Bairro

O Bairro Social do Canedo, na freguesia da Pampilhosa, recebeu, durante o dia de hoje, consultas de nutrição no âmbito do Dia Mundial da Alimentação e ...