Ir para o conteúdo principal

Câmara da Mealhada cria produto turístico baseado nas "Estórias" das Invasões Francesas

27 julho, 2021

Câmara da Mealhada cria produto turístico  baseado nas "Estórias" das Invasões Francesas

O projeto "As invasões francesas contadas em oito episódios, oito peças teatrais", que começou em julho, terá o seu 2º episódio, no próximo sábado, dia 31 de julho, no Convento de Santa Cruz do Bussaco (Luso, Mealhada). Este episódio retratará a pernoita do general Wellington naquele local da Mata Nacional do Bussaco. 

Além dos oito episódios, este projeto criado pela Câmara Municipal da Mealhada dá corpo a um novo produto turístico, um texto dramático de que a Autarquia é proprietária e que poderá ser usado, no futuro, por associações ou agentes turísticos. 

 Os oito episódios, que serão apresentados em diversos locais do Município, valem por si mesmo, como produto cultural, mas vão muito além da sua representação e dramaturgia, neste caso, a cargo da companhia Caixa de Palco. Após um processo exaustivo de recolha histórica, a Câmara Municipal da Mealhada conseguiu criar um novo produto turístico, uma coletânea dramatizada de "estórias", passível de ser usada por quem o entenda, por exemplo, para dinamizar visitas encenadas no concelho.

Estes oito episódios resultam do levantamento de histórias verídicas no contexto das Invasões Francesas e da Batalha do Bussaco: a profanação da Capela de Vera Cruz, na Pampilhosa, o incêndio na Capela de Sant'Ana, o acampamento das tropas inglesas na Mealhada, um conjunto de assassinatos na Vacariça, o relato do frei José de São Silvestre acerca da batalha, a pernoita do general Massena na casa da família Vasconcellos Lebre ou as histórias dos muitos franceses que ficaram para trás e por cá constituíram família. 

São todas estas "estórias", dentro da história de Portugal e das invasões francesas, que o Município se propôs divulgar de forma artística, no âmbito da candidatura do Programa Cultural em Rede "Invasões Francesas – A encruzilhada do Bussaco". Para tal, lançou um concurso público ganho pela companhia Caixa de Palco, a quem cabe a tarefa de dramatizar e representar estes episódios, em jeito de storytelling. Estas representações darão origem a um texto dramatizado global e a uma peça teatro final, a realizar, em setembro, por altura das comemorações da Batalha do Bussaco, no Cineteatro Messias. Será também criado um e-book, bem como um filme realizado por Paulo Fajardo. 

O projeto, que procura tirar partido da história do Município ultrapassando as fronteiras da Batalha do Bussaco propriamente dita e valorizando o ambiente e o impacto no povo das invasões napoleónicas, em 1810, garante, assim, as bases para um novo produto turístico de promoção e valorização do território. 

PROGRAMA – Próximos episódios 

"Pernoita de Wellington"
31 julho de 2021 l 21h
Convento de Santa Cruz do Bussaco

Encontramo-nos a meros dias da batalha que se viria a denominar como "A batalha do Bussaco". O general Arthur Wellesley - ou Wellington – recebe notícia de que o marechal francês Massena tem a pretensão de chegar a Coimbra atravessando o Bussaco. De imediato, o general das tropas anglo-lusas faz enviar um pedido de requisição do espaço do Convento do Bussaco, com o intuito de lá pernoitar antes do conflito que se mostra iminente.


"Moleiro de Sula"
28 de agosto de 2021 l 21h
Moinho de Santa Cristina

Naquela madrugada de setembro, quando o clarão do nascente começava já a pintar a encosta do Bussaco, João Rana, Moleiro de Sula e dos frades, seguia, como habitualmente, a sua viagem até ao seu moinho.

Nem um dos momentos mais brutos da história do Bussaco o impediria de cumprir com as suas funções de moleiro, levando-o a insurgir-se contra as forças armadas que o impeliam a abandonar o seu posto e a fugir, largando tudo o que lhe era mais importante.

João Rana, fiel ao seu moinho e às suas gentes, surge como uma figura representativa do povo da Mealhada: a sua resiliência, a sua luta e a sua fidelidade ficam perpetuadas na memória de um povo que luta pela sobrevivência.

 

Entradas gratuitas, mas de reserva obrigatória para reservas@caixadepalco.pt







Notícias Relacionadas



Meajazz junta teatro e cinema à música
21 julho, 2021

Meajazz junta teatro e cinema à música

A 4ª edição do Meajazz – Festival de Jazz da Mealhada, que se realiza dias 3 e 4 de setembro, no Cineteatro Messias, na Mealhada, vai alargar a ...