Ir para o conteúdo principal

Município é o que tem menor dívida total no país

30 novembro, 2016

Município é o que tem menor dívida total no país

O Município da Mealhada volta a estar em primeiro lugar no ranking nacional de municípios portugueses, apresentando o menor índice de divida total no universo dos 308 municípios portugueses. Os dados, que espelham a boa saúde financeira do município, constam do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses.  

Tal como já havia acontecido o ano passado a Mealhada lidera os municípios portugueses no que respeita ao índice de dívida total, concluindo o exercício económico de 2015 com 0% de dívida a fornecedores e entidades bancárias, e figura também em primeiro lugar como o município com menor passivo por habitante, com 58,50 €, quando a média nacional é de 725€de passivo por habitante. Também na área de menor pagamento de juros ou encargos financeiros decorrentes de empréstimos, o município da Mealhada figura em 1º lugar, já que, desde 2014, "que não apresenta encargos nesta rubrica orçamental", refere o documento.

Mealhada aparece assim em 3 º lugar no ranking global dos municípios do distrito de Aveiro e em 9º no ranking do global dos municípios de média dimensão (municípios de 20 mil a 100 mil habitantes) com melhor saúde financeira. Uma avaliação que faz da Mealhada um município eficiente no uso dos recursos públicos e, tendo em conta o facto de o concelho ser fiscalmente aprazível (o Município devolve os 5% de IRS aos contribuintes, a taxa de IMI é a mínima prevista na lei, bem como a taxa de derrama, que só é cobrada a empresas com um volume de negócios superior a 150 mil euros por ano), torna-o atrativo, seja para viver ou investir.

O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses apresenta uma análise económica e financeira das contas dos municípios relativas ao exercício económicos de 2015, contando, para tal, com a colaboração do Tribunal de Contas. O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses resulta de um trabalho em equipa que envolve atualmente dois centros de investigação onde estão integrados os autores: o Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e o Centro de Investigação em Ciência Política (CICP) da Universidade do Minho.

Press - Ficheiro PDF Press Release - 01 novembro 2018






Notícias Relacionadas



Câmara aprova prolongamento de medidas excecionais de apoio à restauração e ao comércio
22 dezembro, 2021

Câmara aprova prolongamento de medidas ...

A Câmara da Mealhada aprovou, a título excecional, o exercício da atividade não sedentária de restauração ou de bebidas no concelho. Esta medida é ...