Ir para o conteúdo principal

Mealhada integra projeto vencedor do Orçamento Participativo Portugal 2017

08 março, 2018

Mealhada integra projeto vencedor do Orçamento Participativo Portugal 2017

Com um projeto já vencedor, relativo à edição 2017 do Orçamento Participativo Portugal, a Mealhada recebe, dia 13, no Espaço Inovação, um Encontro de Participação para a recolha de ideias. O Município apela a que associações, entidades institucionais, pessoas coletivas e privadas apresentem as suas propostas.

O Município da Mealhada integra o projeto vencedor do Orçamento Participativo Portugal 2017, denominado "Vale Domingos, Capital Mundial da Magnólia". Esta proposta, que envolve os municípios de Mealhada, Águeda e Coimbra, foi contemplada com uma dotação orçamental de 200 mil euros, e será executada, nos próximos 15 meses, pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

O projeto prevê o desenvolvimento de uma "Rota das Magnólias" com início no Jardim Botânico de Coimbra, passando pela Mata Nacional do Bussaco (Mealhada) e que culmina num Centro Interpretativo, a criar no Parque Botânico de Vale Domingos (Águeda). Ao longo desta rota, pretende-se despertar nos visitantes a curiosidade de conhecer a diversidade das Magnólias, criando uma linguagem promocional dos Espaços Naturais envolvidos. O projeto, que envolve entidades como Fundação Mata do Bussaco, Universidade de Coimbra e diversas entidades e associações de Águeda, procura o envolvimento de toda a população numa plantação intensiva de magnólias, transformando Vale Domingos numa aldeia turística autointitulada "Capital Mundial da Magnólia".

O êxito deste projeto no Orçamento Participativo Portugal serve de inspiração à edição deste ano. No próximo dia 13 de março de 2018, espera-se que o Encontro Participativo para Recolha de Propostas, que vai decorrer no Espaço Inovação Mealhada (18h), seja o ponto de partida para ideias e projetos que podem ter impacto no município, na região e no país.

 

Orçamento Participativo Portugal

O OPP é um processo democrático deliberativo, direto e universal, através do qual as pessoas apresentam propostas de investimento e que escolhem, através do voto, quais os projetos que devem ser implementados em diferentes áreas de governação.

Esta segunda edição do OPP, que teve início a 24 de janeiro, decorre até 24 de abril e todos - cidadãos nacionais e estrangeiros a residir legalmente em Portugal, com idade igual ou superior a 18 anos -  podem apresentar propostas, decidindo como investir 5 milhões de euros reservados para a iniciativa.

Nesta edição, o OPP traz duas grandes novidades. A primeira é que deixa de existir uma limitação de áreas temáticas, ou seja, os cidadãos podem apresentar propostas em todas as áreas de governo. A segunda novidade é a abertura de um canal online para a apresentação de propostas, através do portal do OPP - www.opp.gov.pt –, o que significa que as pessoas não terão de ir a um encontro participativo para que a sua proposta vá a votos.

A votação começa no dia 11 de junho. Até dia 30 de setembro todos podem escolher, através do voto, como vão ser investidos os 5 milhões de euros do OPP.

Recorde-se que na primeira edição do Orçamento Participativo Portugal estiveram em votação 600 projetos e, atualmente, já estão em fase de concretização os 38 projetos mais votados.







Notícias Relacionadas



Câmara aprova 2.ª revisão orçamental
09 abril, 2021

Câmara aprova 2.ª revisão orçamental

A Câmara da Mealhada aprovou, por maioria, em reunião de Executivo Municipal, a segunda revisão orçamental, de forma a incluir o saldo apurado na ...